06/12/11 | 17:17
V Feira Científica e Cultural

Temáticas variadas foram desenvolvidas na V Feira Científica- Cultural da Esc. Mul. Profª. Rita de Cássia da Silva, localizada na Rua Nova Jerusalém, s/n, Novo Israel, Zona Norte de Manaus. O evento aconteceu nesta terça-feira, (6), demonstrando trabalhos criativos e de diferentes segmentos, por alunos do 1° ao 5° ano, ‘Programa da Aceleração da Aprendizagem – PAA’ e Alunos Especiais, dentre eles: ‘Consciência negra’, ‘Copa de 2014’, ‘A utilidade da banana’, ‘Viajando nas estrelas’, “O lixo é um luxo” e o bairro de Novo Israel.

De acordo com  a gestora da escola, Maria Lucilene de Oliveira, o objetivo da feira é mostrar os trabalhos desenvolvidos no decorrer de 2011. “Professores e alunos desenvolveram projetos inseridos nos programas da secretaria: Viajando na Leitura, Matemática Viva e a Cor da Cultura. Com essa atividade os alunos desenvolvem a parte cognitiva  e a socialização na escola”, ressaltou a gestora.

“Galileu Galilei e o Sistema Solar” foi a temática trabalhada por alunos do 3°, 4° e 5° anos e as professoras: Maria da graça, Gladys Oliveira e Márcia Egas. Segundo Gladys Oliveira, o tema foi trabalhado com os alunos no primeiro bimestre e com a Feira a ideia foi voltar-se para a parte científica.

“Os alunos apresentaram a biografia e a composição do Sistema solar, assim como as descobertas e as leis por meio de slides, painel central e de curiosidades e a explicação do grupo”, destacou a professora.

Na sala do 2° ano, dos professores Mauro Melo, Glaucia Davi e Flávia Coutinho, as tampinhas, garrafas pets, plástico e outros materiais recicláveis foram transformados por alunos, professores e pais em vestidos e roupas bastante criativas que foram apresentadas no desfile temático representando o tema “Lixo é Luxo”.

De acordo com o professor, Mauro Melo, a temática da necessidade de se reciclar o  lixo.  “Devemos mostrar aos nossos alunos a necessidade de se reaproveitar melhor os materiais recicláveis e, por isso, escolhemos essa atividade de confecção de roupas e desfile para mostrar a todos , inclusive a comunidade, um dos destinos do lixo”, afirmou o professor.

Para a aluna do 2° ano, Fernanda Alves, 7, a feira ajudou a entender melhor a importância de reciclar o lixo. “Eu aprendi muita coisa, a confeccionar as roupas com tampinhas, latinhas e garrafas plásticas e, ainda, a reaproveitar melhor o lixo e não destruir o meio ambiente”, explicou a aluna.

As 25 crianças da Sala de Recursos que possuem deficiências (baixa visão, autismo, deficiência intelectual e física) construíram várias obras de arte com sucatas em sala (bolsas, brinquedos, artes em quadros e cortinas) coordenados pela professora Ozivane Monteiro.

“O trabalho é uma nova oportunidade de dar qualidade de vida a esses alunos. É um presente de Deus em relação ao outro, é uma chance ainda de dar autonomia aos alunos nas demandas sociais”, afirmou a professora Ozivane Monteiro.

A turma dos alunos do Programa de Aceleração da Aprendizagem apresentaram, sob a supervisão da professora Natalina dos Santos, trabalho de campo no Bairro Novo Israel onde apresentaram suas problemáticas nas áreas da saúde, transporte e segurança por meio de fotos e depoimentos de moradores. Já o Projeto na Cor da Cultura, os alunos demonstraram a cultura afro com os temas: “Olhar a África e ver o Brasil” e “A África está em nós”.