30/11/17 | 9:31
Unidades de ensino da rede pública municipal passam por reformas

A subsecretaria de Infraestrutura e Logística da Secretaria Municipal de Educação (Semed) reformou, até o momento, 63 unidades de ensino, entre Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs). Até outubro de 2017, também foram realizados 480 serviços de reparos.

O trabalho faz parte do plano de recuperação das escolas municipais que apresentam necessidade de reparos urgentes, determinado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, no início do mês de outubro deste ano, em reunião geral com gestores das 492 unidades de ensino da rede municipal.

No mês de novembro foram trocados os telhados de quatro unidades de ensino, como explicou o chefe do Departamento de Engenharia da Semed, Alan Miranda. “Possuímos o sistema de demandas e, por meio dele, as unidades solicitam o serviço de manutenção. Quando temos pedidos de grandes reparos, como reformas, priorizamos as situações mais críticas”.

Os reparos realizados contemplam elétrica, hidráulica, pintura interna e externa dos prédios, ampliações e substituição do forro, telhado, luminárias, banheiros, portas e fechaduras. Quanto à climatização, 1.100 aparelhos de ar-condicionado foram distribuídos para as escolas de janeiro a novembro de 2017, além das manutenções, que são realizadas periodicamente, conforme demanda.

Um das unidades contempladas com o serviço de reparos há pouco mais de duas semanas foi a Escola Municipal Agenor Ferreira Lima, localizada no Bairro do Zumbi dos Palmares, zona leste da cidade. A unidade, que atende 1.400 alunos, do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, além do Ensino de Jovens e Adultos (EJA), teve o telhado completamente trocado, substituindo telhas de barro por galvanizadas.

Das 15 salas de aula, dez estavam diretamente afetadas por goteiras, problema resolvido após os serviços. Segundo a gestora da unidade, Maria Lélia da Silva, com novo telhado o trabalho pedagógico está sendo feito com maior eficiência.

“Às vezes em período chuvoso precisávamos trocar alunos de sala, para que continuássemos as aulas. Com o novo telhado, já tivemos chuvas e não registramos nenhum problema. Essa troca contribui, significativamente, para fluidez do trabalho, porque o ambiente ficar melhor para trabalhar e para desenvolver as atividades diárias”, explicou.

Para Maria Oliveira da Silva, mãe do aluno Pedro Henrique da Silva, 8 anos, do 3º ano do ensino fundamental, o novo telhado representa um alivio a segurança de deixa seu filho na escola.

“Não sou eu, mas acredito  que todas as mães e pais estão muito agradecidos pelo olhar carinhoso e com atenção que tiveram com a Escola Agenor Ferreira Lima. Então eu, nome de todos os pais, só tenho a agradecer e dizer muito obrigado”.

 

Texto: Emerson Santos/ Taianna Castro

Fotos: Lton Santos/ Divulgação

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054