30/05/19 | 17:06
Unidade de ensino é campeã no 2º Concurso Horta na Escola

A Escola Municipal de Educação Integral (Emei) Waldir Garcia, bairro São Geraldo, zona Sul, foi premiada pela Prefeitura de Manaus pela primeira colocação na modalidade de ensino fundamental, no 2º Concurso Horta na Escola, com o tema “Plantando sabores e saberes”, realizado em outubro do ano passado. A premiação ocorreu na manhã desta quinta-feira, 30/5, na quadra da unidade de ensino, com a entrega de um carrinho de mão e uma TV de 43 polegadas.

O concurso foi realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão de Apoio à Gestão Educacional (Dage). Participaram 36 unidades de ensino de todas as zonas da cidade, com alunos da educação infantil e do 1º ao 9º ano do ensino fundamental. O resultado obtido pela escola foi por conta do trabalho realizado há quatro anos, com o projeto “Plantar e semear para envolver”, com aproximadamente 210 alunos do 1º ao 5º ano, no plantio de coentro, cebolinha, hortelã, alface, couve, entre outros itens.

Educação infantil
A próxima premiação será do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Santina Castro, primeira colocada na modalidade de educação infantil, no dia 5/6, na própria unidade de ensino. A premiação do segundo lugar na modalidade de ensino fundamental ficou com a escola municipal Marly Barbosa Garganta e em terceiro, a escola municipal Nossa Senhora de Nazaré.

A chefe da Dage da Semed, Jussara Marques, ressaltou a importância da premiação do concurso, pois é uma forma de reconhecimento do trabalho dos alunos, educadores e até da comunidade, onde todos se envolvem no projeto da escola.

“Nós queremos que isso se torne uma prática, uma situação já vivenciada nas nossas escolas. Hoje, são 97 escolas com hortas, temos ainda o cuidado e o zelo que essa horta permaneça viva no chão da escola”, contou.

Para diretora da escola, Lúcia Cristina Cortez, o primeiro lugar mostra que o trabalho na escola de tempo integral está no caminho certo com os alunos e a comunidade.

“É uma grande satisfação e orgulho ser premiado. Isso mostra todo um trabalho realizado pela escola. Nosso objetivo maior é envolver as crianças, é trabalhar o respeito ao meio ambiente, o cultivo das hortaliças, ou seja, esses conceitos com os pais e as crianças”, comentou.

A nutricionista Elaine Guedes Lima, 33, mãe do aluno do 5º ano, Ícaro Lima Alvarenga, 10, participou ativamente do projeto na escola. Para ela, é fundamental que as crianças aprendam e tenham uma conscientização sobre a temática desde cedo.

“A horta vem com objetivo de melhorar a alimentação das crianças e agregar mais nutrientes. Fomos vendo que a horta não é formada apenas por nutrientes, mas envolve tanto a questão da compostagem e da reciclagem, que os alunos sabem que existe lixo orgânico e reciclável”, disse.

A aluna do 4º ano, Bianca da Silva de Azevedo, 9, que participa do projeto desde o ano passado, disse que aprendeu muito sobre alimentação saudável, algo que antes não teve a oportunidade de conhecer.

“Nós aprendemos a plantar e fazer várias coisas legais. Agora, participando do projeto, tenho outro pensamento sobre a alimentação, mas acho que a horta é importante, porque temos que cuidar e não devemos jogar lixo nas ruas, mas se possível aproveitar tudo que puder”, disse.

Projeto Horta na Escola
A Semed implantou o projeto Horta na Escola em 2016 em 49 escolas municipais, com o objetivo de incentivar o cultivo das hortas escolares e oferecer um laboratório vivo aos alunos da rede municipal de ensino, de forma a tornar a escola um espaço educador sustentável. Em 2018, deu-se continuidade ao projeto e expandiu-se para mais 48 escolas da rede, totalizando 97 unidades de ensino, atendendo 50.370 estudantes. O aporte financeiro para manutenção e implementação das hortas é por meio da Reserva de Recurso em atendimento da Emenda Parlamentar nº 132 – Lei Orçamentaria Anual 2018.

Texto – Paulo Rogério / Semed
Fotos – Cleomir Santos / Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054