19/04/11 | 17:46
Um computador por aluno

Escola municipal vira referência em ensino

Os 1070 alunos da Escola Municipal João Alfredo, localizada no Bairro da Paz, zona oeste da cidade, vão começar a utilizar, a partir de segunda feira (25), computadores portáteis nas salas de aula como ferramenta de ensino. É o resultado do projeto Um Computador por Aluno (UCA), uma iniciativa do Governo Federal em parceria com a Prefeitura de Manaus.

O projeto tem como objetivo promover a inclusão digital nas escolas das redes públicas de ensino, por meio da aquisição de computadores portáteis novos, com conteúdos pedagógicos, destinados ao desenvolvimento dos processos de ensino-aprendizagem.

Além de abrigar a experiência piloto, a escola João Alfredo terá até o final do ano, ferramentas digitais, como lousa digital, software e livros didáticos para auxiliar os professores.

Para desenvolver o projeto UCA, foram investidos quase R$ 500 mil reais na compra de 845 computadores.

Para evitar o uso inadequado da ferramenta, o sistema é bloqueado para acesso a sites sem fins pedagógicos. Os professores que quiserem utilizar as redes sociais durante as aulas deverão solicitar a liberação do acesso junto a SEMED.

Para que os computadores fossem realmente utilizados nas aulas, os professores tiveram que passar por cursos de reciclagem e aprendizado já que alguns deles nunca tinham sequer usado um computador.

Para baratear os custos está sendo utilizado o sistema Linux, que tem chave de licença grátis, ao invés do Windows que é pago.

Licitação

Em Janeiro de 2010 o consórcio CCE/DIGIBRAS/METASYS foi dado como vencedor do pregão nº. 107/2008 para o fornecimento de 150.000 laptops educacionais a aproximadamente 300 escolas públicas já selecionadas nos estados e municípios.

A CCE, além de fornecer os computadores, é a responsável também pela manutenção e assistência técnica das máquinas.

Cada computador custou R$ 549,90 e nesta primeira escola o governo federal foi o responsável pelo pagamento.