27/04/17 | 8:54
Sistema de Controle de Estoque de merenda escolar da Prefeitura de Manaus atinge índices positivos

170426sistema-de-gestao-de-alimentacao-escolar_33448237324_oA Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) vem atingindo índices positivos no que diz respeito ao fornecimento da alimentação escolar oferecida aos mais de 237 mil alunos, das 492 unidades de ensino da rede municipal de ensino de Manaus, devido à implantação do Sistema de Controle de Estoque (Sistema PMM) para a merenda escolar. No último mês, a secretaria superou as metas estabelecidas para o cumprimento do cardápio, aceitação dos alimentos oferecidos e desperdício de produtos.

De acordo com dados da Subsecretaria de Infraestrutura e Logística (SSLI) da Semed, em março, a secretaria chegou a 96% do cumprimento do cardápio escolar, definido, desenvolvido e acompanhado por uma equipe de nutricionistas, superando a meta que é de 85%. Outra meta ultrapassada foi a que mede a taxa de aceitabilidade da alimentação servida nas escolas, que é estabelecida com base na opinião dos estudantes. A aprovação chegou aos 88%, enquanto a meta era de 85%.

Para o subsecretário de Infraestrutura e Logística, Thiago Balbi, o Sistema PMM permite que secretaria tenha o controle integral de toda a merenda que é enviada para as escolas da rede municipal, tanto na zona Urbana de Manaus, quanto na zona Rural Ribeirinha e Rodoviária e esse é o principal 170426sistema-de-gestao-de-alimentacao-escolar_33479699133_omotivo para que a secretaria venha conseguindo superar as metas estabelecidas.

“Com o nosso sistema de acompanhamento, nós conseguimos averiguar diariamente a gestão da merenda escolar. Pelo sistema, sabemos o que cada escola tem em estoque e quais itens precisam de reposição e, assim, temos conseguido cumprir aquilo que estabelecemos como objetivo. Conseguimos manter a merenda na escola com boa qualidade, servida no tempo certo, além do acompanhamento feito pelos nutricionistas e outros profissionais”.

O subsecretário ressaltou que o Sistema PMM permite que a Semed saiba, em tempo real, exatamente o que cada escola possui em estoque e os itens que devem ser repostos, não permitindo, assim, que haja desabastecimento nas unidades de ensino. A distribuição dos itens da merenda para as escolas segue um cronograma feito pelas Divisões Distritais Zonais (DDZs) que também acompanham o pedido, recebimento e utilização desses alimentos. A cada 15 dias são repostos os alimentos secos e semanalmente os hortifrútis, vindos da agricultura familiar.

Outra meta superada devido ao Sistema de Controle de Estoque diz respeito ao desperdício de alimentos em estoque. A meta estabelecida era de 1%, mas o desperdício registrado foi de apenas 0,2%.

Aprovação da merenda

MANAUS/AM  DISTRIBUIÇÃO DA MERENDA ESCOLAR. FOTO: ARLESSON SICSÚ / SEMCOMO índice de aceitação da merenda escolar, que chegou a 88%, é medido a partir de uma avaliação feita entre os alunos da rede, conforme explicou o diretor do Departamento de Suprimento e Logística da Semed, Leís Batista.

“Nós temos um sistema que faz um acompanhamento mensal da aceitabilidade da merenda escolar que oferecemos. Os alunos passam, rotineiramente, por esse teste de aceitabilidade e estamos trabalhando para que essa avaliação tenha um alcance cada vez maior e, dessa forma, garantimos que os alunos têm gostado da alimentação que oferecemos”.

 

Qualidade do cardápio

MANAUS/AM  DISTRIBUIÇÃO DA MERENDA ESCOLAR. FOTO: ARLESSON SICSÚ / SEMCOMO cardápio da merenda escolar oferecida para as unidades de ensino do município de Manaus é estabelecido de forma criteriosa, levando em consideração a faixa etária dos alunos e modalidade de ensino. Com os critérios definidos, o cardápio é enviado para a apreciação do Conselho Municipal de Alimentação Escolar (Cmae) a cada três meses e, apenas após a aprovação, é colocado em prática.

Além de montar o cardápio, a equipe de nutrição da secretaria também trabalha para garantir a qualidade dos alimentos adquiridos e distribuídos. “Nós recebemos os produtos, inspecionamos o estado de cada item e caso haja alguma inconformidade, o produto é devolvido”, explicou a nutricionista Solange Freitas.

 

Agricultura Familiar

MANAUS/AM  DISTRIBUIÇÃO DA MERENDA ESCOLAR. FOTO: ARLESSON SICSÚ / SEMCOMA homologação dos novos contratos dos produtores familiares que foram selecionados por meio de chamada pública e irão fornecer alimentos para a merenda escolar será realizada até o final do mês de maio e o início do fornecimento a partir de junho. Atualmente, Manaus é a capital da Região Norte que mais investe em aquisição de produtos oriundos da agricultura familiar, por meio da rede municipal de ensino. A secretaria já utiliza mais de 44% do recurso para aquisição dos produtos, quando o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) estipula que sejam utilizados pelo menos 30%.

Foram contempladas 17 propostas de cooperativas de municípios do interior do Estado como Iranduba, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Carauari, Autazes, Manicoré, Eirunepé, Itacoatiara e Lábrea, para o fornecimento de produtos para a merenda escolar da rede, conforme a Lei 11947/2009, que trata sobre o oferecimento da merenda escolar nas escolas públicas do país.

O investimento na aquisição de merenda escolar vinda da agricultura familiar em 2017 será de aproximadamente R$ 12 milhões, no período de 12 meses, a partir de junho. No total, as cooperativas vão fornecer 25 produtos que fazem parte da merenda escolar, entre hortifrútis, peixes e farináceos.

 

Texto: Martha Bernardo

Fotos: Altemar Altemar Alcântara/Semcom e Lton Santos/ Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054