09/03/16 | 9:17
Servidoras da Semed participam de palestra sobre “Violência Contra a Mulher”

Homenagem ao dia da Mulher Aud. Semed. Fotos Cleomir (31)Dos quase 16 mil funcionários lotados na Secretaria Municipal de Educação (Semed), 75% são mulheres, o que corresponde a um universo de 13 mil servidoras. Com isso, a Semed é uma das secretarias da Prefeitura de Manaus que concentra o maior número de servidoras do município. E para comemorar o Dia Internacional da Mulher, a Semed promoveu, nesta terça-feira, 8, uma série de atividades durante todo o dia para homenageá-las.

As servidoras tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre as legislações que as protegem, assim como sobre violência doméstica e a Lei Maria da Penha, com a palestra “Violência Contra a Mulher”, ministrada pela assistente social da Secretaria Executiva de Política para Mulheres do Amazonas, Simone Menezes.

Homenagem ao dia da Mulher Aud. Semed. Fotos Cleomir (37)Durante a homenagem, foi oferecido, também, as servidoras um momento de embelezamento com limpeza de pele, maquiagem e massagens, além de confraternização e interação entre elas. A atividade contou com a presença de servidores da sede do órgão, das Divisões Distritais Zonais (DDZs), dos Centros Municipais Sociopsicopedagógicos (Cemasps) e da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Semed.

A secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, explicou porque o dia é comemorado e a importância para as mulheres. Segundo ela, a data entrou no mundo ocidental no final do século XIX com objetivo de discutir o que todas as mulheres ainda estão batalhando, que é a igualdade plena.

Homenagem ao dia da Mulher Aud. Semed. Fotos Cleomir (19)“E comemorar esta data é importante para a gente não esquecer das mulheres que tiveram suas vidas ceifadas no dia 8 de março de 1857. É importante para fazer valer a nossa luta , para gente se alegrar com nossas conquistas, para poder refletir e ser solidárias com mulheres que sofrem com violência”, disse a secretária.

A ação é promovida há mais dez anos pela Gerência de Desenvolvimento do Servidor/Serviço Social (GDS). De acordo com a chefa do setor, Lúcia Regina, neste dia a secretaria além de tratar temas relevantes sobre os direitos das mulheres busca oferecer um ambiente de trabalho diferente, de confraternização e de bem-estar as suas servidoras.

“Quando fazemos este momento, além da confraternização pensamos proporcionar um momento diferenciado, de qualidade de vida, atrelando conhecimento ao  bem-estar delas”, destacou.

SEMED Homenagea o Dia Internacional da Mulher - Fotos Rodemarques abreu (91)Tarde

Durante a palestra, foi relatado que mensalmente são denunciados 600 casos de violência contra mulher, na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher do Estado,  que o Brasil é 5º país que mais tem casos de violência contra a mulher e que o Amazonas fica em 3º lugar no mapa de violência da Organização das Nações Unidas (ONU).

A assistente administrativa Rosilene Bentes foi uma das agraciadas com a homenagem. Segundo ela, que atua no setor do Protocolo, a iniciativa da secretaria demonstra um gesto de carinho de valorização com as servidoras. “Hoje foi um dia muito especial para mim. Tive a oportunidade de cuidar um pouco da minha beleza e de  saber de coisas que até então não tinha conhecimento, como dados alarmantes de violência contra a mulher”, destacou.

SEMED Homenagea o Dia Internacional da Mulher - Fotos Rodemarques abreu (63)Outra servidora que participou da homenagem foi a chefa da Divisão Distrital Leste 2, Socorro Duarte. “A mulher também que ser feminina. Ela também quer por para fora sua beleza. Por isso, acredito que este momento vem ao encontro destas necessidades porque no ‘corre do dia-a-dia’, com as várias atribuições que temos, fica difícil cuidar da nossa beleza e nossa feminilidade”, enfatizou.

História da data

No Dia 8 de março de 1857 operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos:  Cleomir Santos e Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054