19/11/13 | 14:36
Semsa promove 1ª Oficina de Educação e Comunicação em Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vai promover, nos dias 25 e 26 de novembro, a 1ª Oficina de Educação e Comunicação em Saúde. O evento acontecerá na Escola de Serviço Público Municipal (Espi), avenida Professor Nilton Lins, nº 3.259, Bl D, Parque das Laranjeiras, das 8h às 17h, direcionada para 40 educadores em saúde.

A chefe do setor de Educação em Saúde e Mobilização Social da Semsa, Keinirlange Marques, explica que a oficina tem como objetivo oferecer informações atualizadas sobre doenças, agravos, processos e metodologias de trabalho em Educação em Saúde. “A oficina terá o apoio da Secretaria Municipal de Educação e da Fundação de Vigilância em Saúde, dando destaque para a metodologia de Educação em Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e a integração entre o lúdico e a educação na área da saúde”, ressalta Keinirlange Marques.

A oficina irá abordar os agravos como dengue, malária, hanseníase, tuberculose e questões tabagismo, violência, doenças sexualmente transmissíveis, educação ambiental na saúde, educação em saúde e mobilização social, estratégias de educação em saúde e o lúdico na educação. Os educadores em saúde da Semsa atuam nos Distritos de Saúde Norte, Leste, Oeste, Sul e Fluvial, realizando o trabalho de sensibilização e orientação diretamente junto à comunidade, em escolas, empresas, instituições públicas, feiras e outras entidades. A atuação dos educadores ocorre tanto em ações rotineiras de Educação em Saúde quanto durante as grandes campanhas educativas, tendo um papel essencial no combate e controle das principais doenças que atingem a população de Manaus.

”Considerando a importância do papel dos educadores na prevenção às doenças e na promoção da saúde, a Semsa também pretende, a partir da oficina, estimular a reflexão sobre os modelos de Atenção à Saúde, destacando a prática interdisciplinar e intersetorial, identificando os processos de educação em saúde e mobilização social desenvolvidos nos serviços do SUS e na relação com a comunidade, e estimulando a valorização do saber popular e da cultura amazônica”, informa Keinirlange Marques.

Departamento de Comunicação – SEMSA