01/12/11 | 15:36
SEMINÁRIO DAS OFICINAS DE FORMAÇÃO EM SERVIÇO- OFS

Mais de 600 profissionais de educação participaram nesta quinta-feira, 1º de dezembro, no auditório da Divisão de Departamento Profissional do Magistério (DDPM), do I Seminário das Oficinas de Formação em Serviço. Com o tema: OFS: aspectos da realidade escolar na rede municipal de ensino, o qual tem como objetivo promover processos transformativos na escola, em especial aos referentes às práticas pedagógicas, curriculares e/ou avaliativas, bem como aqueles relativos ao cotidiano escolar: violência, sexualidade, preconceitos, questões ambientais etc.

O projeto OFS abrange, inicialmente, 12 escolas da Semed e o principal critério de escolha é o IDEB inferior a três. Cada escola tem seu formador/pesquisador que estará ‘in loco’ para orientar e subsidiar a equipe escolar.

Este projeto tem como missão contribuir na educação dos alunos e, ainda, investir na formação continuada dos professores. Hoje, a secretaria adota uma nova política de efetivação no qual se criam espaços para a troca de experiência, análises e reflexões acerca da prática do cotidiano escolar, construindo novos modelos e práticas pedagógicas que ressignifiquem positivamente a sala de aula, refletindo em melhoria da qualidade de ensino e aprendizagem dos alunos.

Segundo a coordenadora do projeto Profª. Eglê Wanzeler, esta parceria entre Semed e Universidade do Estado do Amazonas (UEA) dá um grande salto na educação dos alunos da capital. “A secretaria passa por novos tempos na educação e precisamos dar condições quando se fala em formação continuada para os professores. A implantação de novos projetos pedagógicos visa criar novos mecanismos no processo de ensino e aprendizagem. Metodologias específicas, materiais empregados como cartilhas, formas de avaliação, enfim, dar uma nova roupagem a esse processo educativo que se trabalha na escola. Criar também um currículo que aborde o contexto regional, respeitando assim a diversidade, um currículo vivo e não se esquecendo de trabalhar principalmente as teorias, porque é a partir daí que entramos as novas metodologias”, afirma a coordenadora.

Para a diretora da EMEF Santa Rita de Cássia, Simone Malveira, este projeto irá dar uma guinada na educação dos alunos. “Quando se trata do processo de ensino e aprendizagem é necessário juntar forças para proporcionar melhores condições ao trabalho pedagógico. Para 2012, o projeto será implantado, pois este ano só foram coletadas informações acerca da realidade de nossa escola. Agora, com a vinda da formadora será mais uma a colaboradora no processo de ensino e aprendizagem de nossas crianças”, afirma.