08/10/18 | 15:41
Semed realiza semana de atividades em homenagem a Pessoa com Deficiência Visual

Aconteceu nesta segunda-feira, 08/10, a abertura da 2ª Semana de Atividades em homenagem a Pessoa com Deficiência Visual, promovida pela Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, localizada no bairro Parque 10, zona Centro-Sul. O evento contou com a participação da equipe pedagógica da escola e foi aberto para visitação de pais e responsáveis.

A programação contou com a apresentação de materiais utilizados no processo de ensino e aprendizagem de alunos com deficiência visual como soroban, mapa do Brasil em 3D, xadrez adaptado, cela braile, reglete, pulsan (auxilia na escrita braile), globo terrestre em alto relevo, entre outros.

O evento tem como principal objetivo, apresentar os métodos de ensino que são utilizados dentro da rede municipal, na educação de pessoas com deficiência visual. O diretor da escola, Helivan Dantas, destacou a importância da exposição.

“Nós preparamos uma semana de atividades, entre elas, a exposição de materiais didáticos e pedagógicos. São materiais que os alunos produzem e adquiridos pela escola. O aluno está expondo e faz uma demonstração de vários materiais voltados à deficiência visual”, comentou.

Um dos coordenadores da exposição, o professor Vandi Piazza Freitas de Moraes, que trabalha com alunos cegos e de baixa visão, disse que os alunos conseguem superar as dificuldades e utilizam o material como suporte pedagógico.

“Eles estão tendo a oportunidade de mostrar a sociedade, os instrumentos que utilizam na melhoria da qualidade do seu próprio ensino. Nós trabalhamos todos os componentes curriculares como Matemática, Língua Portuguesa, Geografia, História”.

A doméstica Suzana Biazzi, 38, mãe do aluno do 4º ano, Marcos Fabiano, 11, ficou surpresa com que viu e a habilidade dos alunos no manuseio dos materiais pedagógicos.

“Esse tipo de trabalho é importante por estimular a visão, tato, audição e até olfato dos alunos. Isso mostra a capacidade deles de poderem se integrar na sociedade, mas principalmente para meu filho, ajuda em sua autoconfiança de poder seguir na vida”.

Um dos alunos que fizeram parte da apresentação dos materiais na exposição, Willian Branco Fernandes, 20, falou sobre o aprendizado do dia a dia.

“O material reglete usamos para escrever as palavras e a porção para furar da direita para esquerda. Já o soroban para aprender a matemática com números altos. Tudo isso facilita no meu aprendizado de memorizar números, letras e palavras”, comentou.

Programação

Dando sequencia a programação acontece na quarta-feira, 10/10, a partir das 9h30, acontece a apresentação da peça teatral “O Casamento da Filha de Mapinguari” e do grupo musical Amazônia Sem Limites, no refeitório da escola. Na quinta-feira, 11/10, das 8h às 11h, ocorrerá visita ao setor de braile da Biblioteca Pública, com apresentação de um filme em áudio descrição.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Luiz Eduardo Cruz

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054