01/12/17 | 18:21
Semed realiza Noite Africana para falar sobre diversidade

Alunos do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Secretaria Municipal de Educação (Semed) participaram da 1ª Noite Africana, que teve como tema “Abayomis: contando e encantando com os elementos e os símbolos afro-brasileiro”. O evento aconteceu no Parque Municipal do Idoso, no bairro do Adrianópolis, zona Centro Sul e contou com a parceria das Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

Com a presença de aproximadamente 200 alunos e de representantes de movimentos sociais de negritude, o evento teve o objetivo de dar visibilidade as ações desenvolvidas pelas escolas abordando a cultura afro-brasileira de forma pedagógica, além de dar ainda mais visibilidade para as leis que buscam incentivar e incluir no currículo oficial das escolas o ensino da história e cultura africana e afro-brasileira.

A assessora de diversidade da Divisão de Ensino Fundamental (DEF) Semed, Lídia Helena detalhou a proposta do evento. “A noite africana da Semed quis apresentar a simbologia afro-brasileira, griot’s e baobás, adinkra e sua relação com os elementos da natureza: terra, água, fogo e ar. Além disso, buscou visibilidade para as ações desenvolvidas nas escolas e na sociedade, numa clara demonstração que implantamos e executamos as leis 10.639/03 e 11.645/08, que tratam destas questões”.

Umas das unidades de ensino da Semed que participou do evento foi a Escola Municipal Presidente João Gourlat, que levou 14 alunos da 5ª fase da EJA, que corresponde ao 8º e 9º ano do ensino fundamental, para a apresentação. De acordo com Elisiane de Andrade, professora de História e que acompanhou os estudantes, a iniciativa é relevante, porque ajuda a trabalhar, por exemplo, o respeito pela diversidade cultural e religiosa dos outros.

“O evento é muito importante, tendo em vista que, infelizmente, vivemos em uma sociedade cheia de preceitos e intolerâncias. Além disso,  enfatiza o papel fundamental da escola, que é trabalhar a diversidade cultural e religiosa e principalmente, o respeito pelo outro”, afirmou.

 

Texto: Emerson Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054