24/03/14 | 10:30
Semed realiza formação de professores para nova proposta curricular da EJA

Professores do ensino regular e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) estão participando de capacitação com a formação: “Gestão do ensino noturno: desafios e perspectivas de aprendizagens”. A formação tem como base a nova proposta curricular da EJA, aprovada pelo Conselho Municipal de Educação (CME), em 2012, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM).

A proposta do ensino noturno entra na grade curricular do município em 2015. Com a medida, o ensino regular deixa de ser desenvolvido no período da noite. As mudanças já iniciaram com os alunos do 6º e 7º ano do Ensino Fundamental, agora inclusos dentro da estrutura da quarta fase da EJA. Já os estudantes do 8º ano foram para a quinta fase, porém os alunos do 9º ano ficaram fora da mudança da EJA deste ano.

Com a formação, a Semed qualificará 871 professores do ensino noturno, de 73 escolas municipais de todas as zonas geográficas, com o benefício estimado para mais de 15 mil alunos da modalidade.

O objetivo da capacitação é contribuir qualitativa e quantitativamente nos processos pedagógicos do ensino noturno. A capacitação será realizada de março a junho, estruturada em módulos, de acordo com a programação do calendário de formação do noturno.

O gerente da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Semed, Mauro Brito, explicou como ficou a modalidade com as novas mudanças e os benefícios dentro da comunidade escolar. “Os professores da capacitação ainda não estavam ambientalizados com a nova proposta e estão passando por um processo de atualização da nova metodologia e da proposta curricular da modalidade para que possam dar prosseguimento ao trabalho com mais segurança. Com isso, pretendemos ajudar os alunos que enfrentam vários problemas para que não abandonem seus estudos”.

Segundo a gerente de formação continuada do DDPM, Rosa Eulália Vital da Silva, a capacitação vem ao encontro das novas propostas, em que o educador terá um parâmetro diferente de como trabalhar em sala de aula. “Queremos com isso pensar no contexto do ensino noturno a partir das possibilidades que temos enquanto o perfil do alunado da noite. Estamos com essa qualificação, conscientes de que podemos aumentar a qualidade dos educadores da EJA. Essa é a proposta da formação continuada, assim como, desenvolver novos processos de aprendizagem”, explicou.

Primeira vez

Pela primeira vez atuando como professor da EJA e do ensino regular, Willaci Macedo Olímpio, que atua na Escola Municipal João Queiroz, localizada no bairro Nosso Senhora do Perpétuo Socorro, zona Norte, tem a visão de que o curso é importante para se conquistar objetivos e metas. “A mudança vai beneficiar nossos alunos. Os profissionais não tiveram essa oportunidade antes, mas agora estão tendo e terão uma ferramenta a mais para estudar em benefício de seus conhecimentos. Na formação, foram passados muitos conhecimentos, mas com certeza iremos pensar em como utilizar os recursos em prol da educação”, disse.

A professora da EJA, Bruna Gonçalves, que atua na Escola Municipal Antônio Moraes, bairro Terra Nova 2, zona Norte, vê a formação como um aprendizado que pode ser trabalhado em sala de aula com os alunos. “Para trabalhar com os estudantes do EJA precisamos ter uma atenção maior. Até porque eles têm emprego durante o dia, têm família, estão cansados, ou seja, há todo um processo que precisa ser trabalhado de forma diferenciada para que eles não desistam. Espero que essa formação proporcione um suporte bom para desempenhar meu trabalho na escola”, comentou.

Formação

Com total de oito formações ao longo do ano, a “Gestão do ensino noturno: desafios e perspectivas de aprendizagens” começou neste mês, com 182 educadores, das Divisões Distritais Zonais (DDZs) Sul, Centro-Sul, Oeste e Centro-Oeste. A qualificação é realizada em seis polos distritais, de acordo com a localização geográfica das escolas.

Na última sexta-feira, 21, aconteceu a formação de 180 professores de 20 escolas municipais das DDZs Norte 1 e Centro-Sul 1, em polos localizados nas Escolas Municipais Jarlece Zaranza e João Braga.

A próxima formação dos professores do ensino noturno será na sexta-feira, 28, e será direcionada aos profissionais das DDZs Leste 2 e Zona Rural da cidade.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos/Semed

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): 3632-2054