19/12/19 | 17:57
Semed realiza certificação de assistentes de alfabetização em parceria com a Fametro

A Secretaria Municipal de Educação (Semed-Manaus) em parceria com o Centro Universitário Fametro certificou, nesta quinta-feira, 19/12, 13 assistentes de alfabetização pelo trabalho de monitores realizado ao longo de três meses, em nove escolas municipais. A solenidade é resultado do termo de cooperação entre a Semed e a Fametro. A programação ocorreu na universidade, na Avenida Autaz Mirim, Cidade Nova, zona Leste de Manaus.

Para fortalecer as ações para alfabetização, foram beneficiados com a parceria acadêmicos a partir do 2º período de pedagogia. Foram atendidos aproximadamente 24 turmas, com total de 720 alunos do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental do Bloco Pedagógico, em escolas localizadas nas zonas Leste I, Leste II e Oeste, desde setembro deste ano. A Semed selecionou sete assistentes de alfabetização para trabalhar nas escolas, a partir do ano letivo de 2020, em um período de dois anos, com remuneração de R$ 932,20.

O coordenador do Programa de Gestão da Alfabetização (PGA), Francinaldo Mendes, destacou a importância da parceria com a Fametro. Para ele, os acadêmicos tiveram a chance de acompanhar de perto todo o trabalho pedagógico no processo de ensino aprendizagem da rede municipal.

“Recebemos de braços abertos todos, porque são nossos futuros professores, pois quanto antes eles tiverem contato com o chão da escola, com os nossos professores, com os nossos alunos e com nossa realidade, melhor para todos nós. Todos ganham muito com isso, e eles a experiência nesse processo de alfabetização”, comentou.

De acordo com o diretor da unidade da Fametro zona Leste, Gérson de Mendonça Nogueira, foi um espaço proporcionado aos acadêmicos de vivenciarem de perto o que aprendem na instituição de ensino.

“Esse processo vai levar o nosso aluno a se preparar de forma satisfatória no contexto social, quando for assumir sua profissão. Na academia, os alunos estudam a teoria, e a Semed serviu como processo de prática de ação desse futuro profissional que vai assumir a educação no Estado do Amazonas”, completou.

Para assistente de alfabetização, Suzane Fonseca de Araújo de Souza, aluna do 5º período, foi uma chance inigualável ter participado em sala de aula com as crianças, na escola municipal Maria do Carmo Rebelo de Souza, bairro São José, zona Leste.

“É uma experiência única, porque ter a oportunidade de associar a teoria à prática traz para nós acadêmicos o sentimento de valorização cada vez mais da profissão e de entender realmente o processo de ensino aprendizagem das crianças, como funciona em sala de aula. Sinto-me muito honrada de ter acompanhado a evolução de alguns alunos”, disse.

A acadêmica do 3º período de pedagogia, Tatiane Coelho Vieira, que trabalhou na escola municipal Leonor Uchôa Amorim, bairro São José, define a chance como um aprendizado imenso do contato com alunos, ainda na fase acadêmica.

“Foi gratificante ter participado, porque quando a gente está na faculdade não pode ver a realidade, mas na escola passa a viver e conviver com os alunos toda realidade que existe com dificuldades no aprendizado e tudo mais. Tanto foi assim, que as professoras perguntaram ‘É isso que você quer?’, e eu respondi que sim e estou preparada agora para isso”, finalizou.

 

Texto: Paulo Rogério
Fotos: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054