23/08/13 | 16:49
Semed promove seminário voltado à pessoa com deficiência

Em alusão a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Gerência de Educação EspecialGEE promoveu na quinta-feira, no auditório da instituição, seminário com tema “A inclusão do aluno com deficiência na rede regular de ensino”.

O evento foi divido em dois momentos. No primeiro, a palestra com a temática “A deficiência mental de origem genética”. No segundo, aconteceram relatos de experiências das professoras, Fabiola Neves e Marcileni de Brito com seus alunos da Escola Municipal Leonor Uchôa.

Além disso, houve apresentação cultural com os alunos da classe especial e EJA inclusivo, da Escola Municipal José de Anchieta.

A chefa da GEE, Renir formiga, menciona qual foi o objetivo da atividade. “A proposta deste dia é sensibilizar os professores quanto ao direito da inclusão de alunos da rede no ensino regular”, afirmou a chefa.

A palestrante convidada foi a Médica Geneticista, formada pela Universidade Federal do Amazonas – UFAM, Vânia Gadelha, que discursou sobre sua abordagem no evento e porque essa temática é interessante para professores.

“Essa temática é de suma importância para profissionais que convivem com crianças que possuem síndromes ocasionadas pela Deficiência metal de origem genética. Portanto, este momento é interessante para que eles (professores) conheçam essas síndromes e, a partir daí, consigam reconhecê-las e identificá-las em seus alunos”, relatou Vânia.

Educação Especial

Além deste evento que acontece anualmente em virtude da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, Renir Formiga explica que a Semed realiza, periodicamente, formações para profissionais que trabalham com alunos com deficiência em suas respetivas unidades educacionais.

 “Todas as escolas que se propõem a atender alunos com deficiência e, nos solicitam ajuda, recebem formações durante três dias para trabalharmos todas as áreas da deficiência. Além disso, oferecemos reuniões semanalmente nas unidades que atendam alunos com deficiência”, comentou Renir.