19/03/13 | 12:56
Semed participa da abertura da Campanha Nacional de Hanseníase e Geohelmintiases

Cerca de 200 escolas municipais de todas as zonas geográficas da cidade participam da Campanha Nacional de Hanseníase e Geohelmintiases, no período de 18 a 22 de março. A ação beneficiará aproximadamente 200 mil alunos, entre cinco a 14 anos.

O objetivo da campanha é de reduzir a carga parasitária de geohelmintos entre os estudantes da rede municipal de ensino e identificar casos suspeitos de hanseníase por meio do “método do espelho” (utilização de formulários de mapeamento de lesões) e encaminhar à rede básica de saúde para confirmação diagnóstica e tratamento.

O lançamento foi feito na manhã desta segunda-feira, 18, na quadra da Escola Municipal Vicente de Paula, bairro Japiinlândia, Zona Centro-Sul da cidade. A solenidade contou com a presença do Subsecretário de Gestão Educacional da Semed, Deusamir Pereira, dos Secretários de Saúde do Estado e Município, Wilson Alecrim e Evandro Melo, do Diretor-presidente da Fundação Alfredo da Mata, Luís Cláudio Dias, entre outras autoridades e representantes da rede pública de ensino.

Funcionamento

Na rede municipal de ensino, os pais e responsáveis pelos alunos receberão material pedagógico alusivo às doenças da campanha. As escolas entregarão uma ficha aos pais que devem preenchê-la. Caso seja identificado algum sintoma na criança o formulário será devolvido para a unidade educacional para que sejam tomadas providências.

Ao receber o documento, os responsáveis ficarão de posse de um termo de compromisso, permitindo ou não que o filho seja orientado sob medicação, que será fornecida pelo Ministério da Saúde, cuja responsabilidade de distribuição ficará a cargo das Divisões Regionais Educacionais (DREs) da Semed em conjunto com as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Semsa.

“Quero parabenizar as secretarias públicas de sáude (Municipal e Estadual) pelo trabalho em conjunto. Acredito que a área educacional tem muito a contribuir com a saúde, pois quando a educação e saúde caminham se conseguem bons resultados. A melhor maneira de combater as duas doenças é a prevenção, e o ideal para isso, é usar a rede pública para ser esse ponto para atingir esses dois objetivos na comunidade escolar”, disse o Subsecretário da Semed, Dausamir Pereira.

A coordenadora do Programa Municipal Saúde do Escolar da Semed, Lourdes Souza, explica como será feita a campanha em toda rede municipal de ensino.

“É uma ação que vai acontecer em parceria com a Semsa e Susam, onde as bases de saúde da Semsa vão estar atreladas às escolas fazendo esse acompanhamento”, completou.

Com um plano no período de 2012/2015, o Ministério da Saúde (MS) adota ações estratégicas dentro da campanha para eliminar a hanseníase e geohelmintiases na rede pública de ensino em todo o país.