02/12/14 | 14:40
Semed levará campanha de enfrentamento da Aids às escolas municipais

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) atuará enfrentamento da Aids por meio de uma campanha de luta contra doença nas escolas públicas da capital. O evento foi realizado no auditório da secretaria, nesta terça-feira, 2, e contou com a participação de agentes de saúde escolar e assessores do Programa Saúde na Escola (PSE).

A campanha tem o objetivo de levar informações sobre a prevenção da doença aos alunos das 506 unidades de ensino do município, e também auxiliar no combate contra o preconceito que os soropositivos sofrem na sociedade.

Durante a cerimonia de lançamento, a enfermeira Adriana Raquel Nunes, da Coordenação Municipal DST/Aids da Semsa, ministrou uma palestra onde apresentou as estatísticas da Aids no país e no Amazonas, entre elas, o aumento de 5% de notificações do HIV entre jovens de 15 a 19 anos, em 2014.

Segundo a coordenadora do PSE na Semed, Lourdes Souza as informações serviram para que os agentes escolares elaborem ações sobre o tema nas escolas.

“É importante que o dia mundial de luta contra Aids que seja trabalhado nas escolas, até porque neste ano há uma estatística bem assustadora, que é o aumento dos casos de Aids em jovens na cidade. Então, nós precisamos levar essa temática para as nossas escolas, nos preocuparmos em passar esses números para os nossos alunos afim de que eles fiquem atentos a esse índice e aos cuidados que devem ter para não serem infectados”, disse.

A agente de saúde escolar Socorro dos Santos, da Escola Municipal Irmã Edelvira Esmeralda, no Morro da Liberdade, na zona sul, participou do evento e contou que a unidade de ensino promoverá no próximo dia 18 uma palestra sobre Aids com os pais dos alunos.

“Nossa escola atende alunos até 12 anos, então achamos mais adequado trabalhar o tema HIV com os pais. Fizemos uma parceria com a UBS (Unidade Básica da Saúde) do bairro e o enfermeiro irá ministrar a palestra. Esse é foi a saída que encontramos para contribuir na luta contra a doença”, revelou.

Apresentação

O grupo de teatro mudo Strike fez uma apresentação onde chamou a atenção das pessoas sobre como as drogas e noitadas acabam influenciando na transmissão do HIV entre os jovens. A peça retratou a vida de um rapaz que se envolvia com várias mulheres e que, por estar sob o efeito de entorpecentes, não se prevenia da maneira correta.

 

Febre Chikungunya

Durante o evento, uma palestra sobre a febre chikungunya, que acometeu cerca de 870 mil pessoas nas Américas e no Caribe, foi ministrada pelo gerente de epidemiologia da Semsa, Jair Pinheiro. Segundo ele, no Amazonas, foram registrados três casos da doença que é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, mesmo transmissor da dengue.

 

TEXTO: THIAGO BOTELHO

FOTOS: LTON SANTOS