15/02/19 | 17:47
Semed inicia projeto que visa aproximar família e escola

O ano letivo de 2019 da Secretaria Municipal de Educação (Semed) tem como tema “Família e Escola: Todos responsáveis uns pelos outros”, e com base nisso, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) iniciou nesta sexta-feira (15), o projeto “Comunidade de Aprendizagem: Formando Educadores da Infância e famílias na perspectiva da Educação Integral”, em sete Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) e duas Escolas Municipais mistas, visando aproximar as famílias do processo educacional das crianças.

As unidades que serão beneficiadas pelo projeto, que acontecerá nas sete Divisões de Distritais Zonais (DDZ) são: Cmei Dalva Maria, Cmei Hermann Gmeiner, Cmei Paulo Herban, Cmei Tenente Roxana, Cmei Antônio Anastácio, Cmei Maria Emília Mestrinho, Cmei Ismail Aziz  e duas Escolas que atendem Educação Infantil e Fundamental (Mistas), sendo uma 01 a Escola Indígena Kanata T-ykua (que atende somente indígenas, bilíngue e culturalmente diferenciada localizada na zona rural) e 02, a Escola de Educação Integral Sérgio Pessoa, localizada na Zona Sul.

Nesta sexta-feira, o projeto foi apresentado aos assessores do Departamento Geral de Distritos (DEGD) e do Departamento de Gestão Educacional (Dege), através de uma dinâmica de construção colaborativa as diretrizes do projeto. Foram formados cinco grupos e cada um ficou responsável por assinalar um caminho para aproximar a família da escola.

Esse projeto surgiu de um curso de Advanced Program of Public Policy (APPI) realizado pela Secretária de Educação, Kátia Schweickardt, e pela subsecretária de gestão escolar, Euzeni Trajano, junto a Universidade de Columbia, a Fundação Maria de Cecília Souto Vidigal e com apoio da fundação Lemann.

O projeto foi elaborado pensando no papel da formação do professor e demais atores da comunidade escolar, que atuam na Educação Infantil, que, agindo em conjunto, formando uma Comunidade de Aprendizagem, há essa facilitação na questão colaborativa e de partilha de questões relacionadas a educação.

A subsecretária Euzeni afirmou que essas primeiras escolas serão apenas o piloto de um projeto que tem objetivo acolher a cidade inteira.

“A gente quer fazer com que essas unidades de ensino sejam referência para esse projeto de engajamento familiar na cidade. A partir desse trabalho queremos replicar para as demais unidades da rede”, disse a subsecretária, que falou ainda que depois dessa formação com assessores, acontecerá algo que ela chamou de formação em cascata.

“Hoje a gente iniciou essa etapa da formação, que será em cascata, o que significa que desenvolvemos esse processo formativo com vários segmentos. O primeiro dele com os chefes da DEGE e DEGD, depois teremos a formação com a equipe gestora que seria o diretor, gestor e o pedagogo da escola para que eles possam desenvolver esse trabalho na escola”, completou.

Para a chefa da Divisão de Apoio a Gestão Escolar (Dage), Jussara Marques, um passo importante para que esse trabalho se concretize está na preparação das unidades de ensino, que precisa acolher e entender seus estudantes.

“Nosso grupo entendeu que para realizar esse sonho de estar próximo da família e ter essa parceria, temos que plantar sementes de respeito e de amor no chão da unidade de ensino. Os professores têm que estar preparados para lidar com as fragilidades das famílias. Sem o respeito e amor juntos, não conseguiremos avançar. Esse é o sonho de todo educador”, finaliza.

Texto: Alexandre Abreu
Fotos: Erica Marinho

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054