08/04/11 | 11:28
Prefeitura de Manaus inaugura primeira biblioteca polo

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) inaugurou nesta quinta-feira (7) a primeira Biblioteca Escolar Pólo, na Escola Municipal Joaquim Gonzaga Pinheiro, localizada na Vila da Prata, Zona Oeste.

O novo local funcionará das 8h às 21h, a fim de atender os 900 alunos da unidade de ensino  e a comunidade, com um acervo de 5 mil livros e 500 recursos contínuos, ou seja, revistas de todas as áreas para fonte de conhecimento. A previsão da Semed é entregar, até o final de maio, mais onze bibliotecas polo em todas as zonas geográfica da cidade, inclusive na zona Rural.

O diferencial da nova Biblioteca Pólo da rede municipal de ensino é o amplo acervo, computadores com acesso à internet e o gerenciamento feito por software na própria escola, para cadastro de usuários e livros, emissão de carteira, gerenciamento de empréstimos e outros serviços.

“Esse novo espaço visa fortalecer e integrar a comunidade e os pais dos alunos na escola. As bibliotecas chegam no sentido de ajudar a comunidade escolar e do bairro para realizar suas pesquisas. Essa fonte de conhecimento é a preocupação da Prefeitura em levar o conhecimento em toda rede e aos comunitários”, disse o secretário de Educação, Mauro Lippi, que ficou impressionado com o espaço. “Quem ganha são os alunos e a comunidade. É sem dúvida uma chance única que o poder público municipal oferece a essas pessoas em aprimorar seus conhecimentos”, contou.

A bibliotecária Maria Madalena Texeira de Araújo ficou feliz pelo acervo e a oportunidade dada aos alunos da escola e para a comunidade. “Essa biblioteca servirá para disseminar a informação no geral, cujo valor pedagógico é inigualável para a pessoa enriquecer nos mais variados temas de nosso cotidiano”, citou.

Segundo o aluno Felipe Oliveira Lindoso, 13, do 8º ano, não há como comparar o novo acervo com o da antiga biblioteca da escola. “Nós ganhamos agora uma sala climatizada, com computador e internet, onde cada dia terá uma turma selecionada, ou seja, tudo bem organizado. Eu já percebi que meus colegas estão bem mais motivados para fazer daqui um local de estudo como deve ser”, concluiu.