29/04/13 | 18:17
Semed homenageia Professora Jemima de Paula pelo destaque do projeto “Forro Ecológico em âmbito internacional”

Um trabalho feito com caixas de leite e de suco ganhou o mundo. O projeto Educação Ambiental Além dos Muros da Escola: “Forros Ecológicos”, da professora Jemima de Paula Soares, da Escola Municipal Boa Esperança, São José, zona Leste, foi destaque em Roma, cidade do Vaticano e Tunísia.

Em recente viagem a Europa e África no mês de março, a professora Jemima de Paula teve a oportunidade de mostrar seu projeto para outros educadores e instituições de ensino dos dois continentes. Dentre os cinco mil programas inscritos em todo o país, o projeto ‘Forros Ecológicos’, ficou na 21ª colocação e a professora Jemima de Paula  entre as seis educadoras selecionadas para participar das excursões pedagógicas na Europa e África.

O projeto teve destaque nacional ao participar do 3º Concurso Aprender e Ensinar – Tecnologias Sociais, promovido pela Fundação Banco do Brasil e Revista Fórum, nos dias 22 e 23 de fevereiro, quando a professora Jemima de Paula fez uma apresentação do projeto, que sensibilizou os representantes da gerência de Educação e Tecnologia Inclusiva, do Banco do Brasil, Claiton Mello, o presidente da Fundação BB, Jorge Streit, o coordenador-geral de Tecnologias da Educação do MEC, Maurício Prado e o editor da Revista Fórum, Renato Rovai.

Segundo o secretário municipal de gestão educacional da Semed, Deusamir Pereira, além do reconhecimento nacional e internacional, o projeto pode servir de “espelho” para toda a rede municipal de ensino.

“Esse projeto se configura como bom exemplo e esperança de que, verdadeiramente, nós podemos colocar nossas escolas em um veículo de transformação social. Fiz questão de estar presente e homenagear nossa professora, que foi reconhecida internacionalmente nos países em que apresentou o trabalho da Semed”.

Homenagem

A programação de homenagem à professora Jemima de Paula, aconteceu na manhã desta segunda-feira, na Escola Municipal Boa Esperança, e contou com a presença de educadores, servidores, convidados, entre outros. Na ocasião, foi entregue pelo secretario municipal de Empreendedorismo e Abastecimento, Jeferson Praia, uma placa de reconhecimento pelo trabalho realizado com o projeto Forro Ecológico.

“Acredito que todos os professores precisam e devem fazer projetos com seus alunos, dessa maneira poderão sair da mesmice e não ficarão com aquela educação massificante. Da minha experiência, em conhecer outros países, ficou claro que nós temos que mudar sim, mas tudo começa dentro da escola. Já estamos com meio caminho andado, onde temos escolas boas e professores com formação, mas temos que iniciar de ‘baixo para cima’. É preciso educar os alunos a serem cidadãos críticos, a fazer a diferença, e eu, enquanto professora, tenho a certeza que sou transformadora dentro de sala de aula, e que a parceria escola, pais e comunidade é muito importante para o processo de ensino aprendizagem”, comentou, feliz pelos resultados obtidos, a educadora Jemina Silva.

Benefício

O projeto Forro Ecológico consiste em realizar visitas às famílias da comunidade para verificar os problemas nas estruturas das residências. Isabele Costa de Lima, 12, foi aluna da escola Boa Esperança e fez parte do projeto. Moradora do bairro São José II, zona Leste, Isabele foi uma das beneficiadas com a implantação do Forro Ecológico, que ajudou a sanar o problema de infiltração em uma parte do cômodo de sua casa.

“Quando fazia parte do projeto a professora via minha situação, e numa das visitas em casa ela verificou como se encontrava o estado da minha residência, e que tinha necessidade de uma ajuda. Foi quando se iniciou o projeto e agora tudo está bem legal”, disse contente.

 O projeto Educação Ambiental Além dos Muros da Escola: “Forros Ecológicos”

Imagine resolver um grande problema de meio ambiente e sustentabilidade junto com outro, a falta de conforto térmico nos lares das famílias de baixa renda, tudo ao mesmo tempo, por um custo bem baixo e de fácil montagem, onde qualquer um pode aprender e passar adiante, isto só é possível com o Projeto Educação Ambiental além dos muros da escola: forro ecológico, fácil de montar, leve, móvel, de fácil  acesso e de baixo custo.

O projeto foi desenvolvido durante o ano de 2012, na Escola Municipal Boa Esperança, com a ajuda de todos os alunos, pais e a comunidade. Além de juntar as caixinhas para reciclar em forma de forro, o material foi usado em sala de aula de forma didática com os alunos.