17/03/15 | 9:14
Semed cria plano de ação para combater infrequência de alunos do Bloco Pedagógico

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizará, até o dia 19, uma reunião com as Divisões Distritais Zonais (DZZs) para repassar diretrizes do plano de ação para combater a infrequência de alunos do Bloco Pedagógico. Cada DDZ receberá um relatório, separado por escola, com uma lista de alunos com dificuldade de aprendizado e grande número de faltas. O trabalho contará com o apoio do Centro Municipal de Atendimento Sociopedagógico (Cemasp).

Após o término do ano letivo de 2014, a Gerência de Documentação e Auditoria Escolar (Gdae) fez uma análise das atas finais dos alunos do bloco pedagógico e constatou um número grande de estudantes com problemas de frequência. Diante deste cenário, o Departamento de Gestão Educacional (Dege) mobilizou as Divisões Distritais Zonais (DDZs) para montarem um plano de ação para intervir no problema.  Com o apoio do Cemasp, os assessores pedagógicos das DDZs avaliarão um por um dos estudantes na lista.

De acordo com a Diretora da Dege, Marcionília Bessa, essa é uma ação preventiva. “A GDAE detectou, a partir da analise das atas finais, que nossas crianças do primeiro ano já estão com um número absurdo de faltas. Ou seja, se não fizermos uma ação preventiva que impeça que isso continue, haverá reprovação por faltas. Então, mediante essa situação nós já acionamos o Cemasp e todas as DDZs receberão um relatório com as faltas das crianças. Cada DDZ receberá o seu relatório e buscará nas escolas onde essas crianças estão para acompanhar o desenvolvimento delas”, explicou.

Para o Gerente Pedagógico da DDZ Leste, Pedro Santarém, as informações servirão como base para as ações dos assessores pedagógicos no ano letivo de 2015.

“Com esses dados, nós vamos basear todo o nosso fazer pedagógico no ano de 2015, principalmente voltado para esses alunos críticos. Nosso assessor pedagógico irá até a escola, conversará com professores, pedagogos e diretores, para entender o porquê do rendimento abaixo do esperado. Se é falta de acompanhamento dos pais ou metodologia do professor que não está tendo sucesso. A partir daí, vai agir para resolver o problema”, observou.

O que é o bloco pedagógico?

O bloco pedagógico foi implementado na rede municipal de educação de Manaus no ano passado. Seu objetivo é organizar os três primeiros anos do Ensino Fundamental (1º, 2º  e 3º) com o intuito de garantir a alfabetização e o letramento dos alunos com no máximo oito anos de idade.

 

TEXTO: Thiago Botelho


 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054