26/11/19 | 16:30
Semed assina termo de cooperação técnica para  execução do projeto-pilotona Escola Jorge Resende

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), assinou o termo de cooperação técnica nesta segunda-feira, 25/11, entre o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico (Codese/Manaus) e Happy Code para   execução do um projeto-piloto sobre uso de tecnologias para melhoria da qualidade de ensino na rede municipal de ensino. O acordo entre as intuições foi firmado na   sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea/AM), localizado no Centro.

A Semed foi representada pela subsecretária de gestão educacional, Euzeni Araújo e técnicos do Núcleo de Parcerias Institucionais (Nupi) da Divisão de Apoio à Gestão Escolar (Dage) do órgão.

O projeto-piloto será desenvolvido na Escola Jorge Rezende Sobrinho, localizado no bairro Tancredo Neves, zona Leste da cidade, mas especificamente no Telecentro da unidade, onde está todo o aparato tecnológico necessário.

A unidade foi escolhida porque desenvolve um trabalho de grande repercussão e resultados exitosos na área da robótica, que influenciam na aprendizagem integral dos alunos desde 2015. O uso da Robótica como ferramenta educacional é realmente tradição na escola. Em 2018, a unidade participou da etapa nacional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), em João Pessoa, na Paraíba, e representou Manaus e o Brasil no torneio de Robótica FIRST LEGO League (FLL), no Open European Championship, em Aarhus, Dinamarca.

A subsecretária Euzeni Araújo, frisou durante o ato de assinatura do termo, que o projeto fortalece o trabalho voltado a educação 4.0 desenvolvido em toda rede municipal de ensino.

“O projeto trazido pela Happy Code, com apoio e suporte do Codese para essa escola, vai trabalhar as diversas áreas de conhecimento como a matemática, língua portuguesa, história e geografia. Ou seja, o projeto vem fortalecer as ações realizadas na escola e o processo de aprendizagem, só que de uma maneira lúdica e que jovem gosta. A princípio será desenvolvido só em uma turma do 8º ano da unidade, mas a pretensão a partir dessa experiência e da avaliação ao fim do  processo (projeto-piloto)  é  expandir para mais escolas da rede”, explicou a subsecretária .

Durante o projeto serão desenvolvidas uma série de habilidades sobre como trabalhar em equipe, a relação de causalidade e introdução da programação. Segundo o representante da Happy Code em Manaus, Yuri Teixeira, a ideia é desmitificar que a programação é complexa e mostrar que ela pode ser compreendida de maneira fácil quando ensinada com uma metodologia e ferramenta pedagógica adequada.

“A princípio acontecerá a qualificação dos professores da unidade de ensino para que eles possam ministrar aulas de tecnologia e inovação, além dessa qualificação a escola contará com um coordenador pedagógico para tirar eventuais dúvidas e fazer o acompanhamento das aulas ministradas pelos professores e a Happy Code disponibilizará ainda softwares necessários para execução das aulas. E no final do projeto, a ideia é que os alunos já tenham desenvolvidos um software, que deve ser um jogo de computador”, explicou.

O projeto-piloto poderá ser executado em até seis meses e está previsto  para iniciar em  fevereiro e encerrar em julho de 2020.

Texto: Emerson Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054