22/10/14 | 15:54
Salve Mindu passará por 13 escolas municipais para trabalhar a educação ambiental

O poeta e músico Celdo Braga compôs uma canção dedicada a Escola Municipal Antônio Matias Fernandes, localizada no Bairro da União, zona Oeste, e apresentou para a comunidade escolar, na manhã desta quarta-feira, 22,durante atividades do Projeto Salve o Mindu.

‘Germinar’ (título da música) foi interpretada pelo Grupo Imbaúba pela primeira vez.  O projeto é uma parceria entre a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), e o grupo musical.

“Ontem, estávamos pensando sobre o projeto e acabamos compondo uma música dedicada a esta escola, que é uma referência na educação. ‘Germinar’ vem marcar a história do grupo e também da escola, que está recebendo uma plantação simbólica de uma  imbaubeira, chamada ‘mãe da terra’, que abastece a Amazônia”, declarou Celdo, antes de apresentar a canção aos alunos.

O projeto desenvolve atividades de educação ambiental nas escolas do entorno do igarapé do Mindu, desde o ano passado. Em 2013, 10 escolas receberam a visita do Grupo Imbaúba. Neste ano, a meta é atingir 13unidades escolares. A Escola Municipal Antônio Fernandes é a quarta a participar das atividades neste ano.

“O principal objetivo do projeto Salve o Mindu é levar aspectos pedagógicos e culturais para a preservação do igarapé do Mindu. Podemos levar educação ambiental aos alunos de duas maneiras: com a educação formal na sala de aula e a informal, através de processos culturais que levam a preservação do igarapé por meio da tomada de consciência dos alunos”, explicou o assessor pedagógico de educação ambiental da Semed, André Soledade.

Ele contou, ainda, que o projeto está percorrendo as escolas do entorno do Mindu desde a nascente. “Se formos verificar o mapa, estamos descendo o igarapé do Mindu para que no dia 29 de novembro a gente possa finalizar na foz, preservando esse igarapé que é tão importante para a nossa sobrevivência”, completou Soledade.

Consciência ambiental

Para Celdo Braga, disseminar o pensamento de preservação e sustentabilidade dentro das escolas é o pontapé inicial para a conscientização da população. “Hoje, cerca de 1.600 igarapés da capital já estão poluídos e isso é terrivelmente ameaçador para nossos grandes Rios Negro e Amazonas. Como eu tenho sempre voltado a minha poética e música para a questão ambiental, quisemos fazer do universo escolar uma possibilidade de atingir um trabalho de consciência”.

As realizações das atividades do projeto são associadas à programação ambiental das escolas. Além das palestras e atividades culturais de cunho ambiental, os alunos também são levados para conhecer a nascente do Mindu, que ainda está preservada.

Atividades Culturais

A cultura e arte são algumas das principais vertentes do projeto. Em cada escola em que a programação é desenvolvida, um sarau é montado e apresentado para a comunidade escolar.

Apresentações de textos, poesias e danças emocionam os alunos, professores e moradores dos bairros.

Na Escola Municipal Matias Fernandes não foi diferente. O talento dos alunos surpreendeu os participantes. A estudante do 7º ano, Clara Silva Carvalho, 15, encantou os participantes ao interpretar a canção Amazonas Morena, da cantora amazonense Márcia Siqueira.

“É sempre um prazer participar desses projetos, dessas apresentações que provém dos alunos da comunidade. Foi um prazer me apresentar com o grupo, sou muito fã e estou muito feliz por estar com eles no colégio e ter essa oportunidade e chance de me apresentar com o grupo”, disse a aluna Clara, que recebeu um convite para se apresentar com o grupo Imabúba no Teatro Amazonas, no ano que vem.

Já Eduardo Sobrinho, de 11 anos, interpretou o poema Salve o Mindu, de Celdo Braga. Ele aproveitou para dar dicas de como preservar o meio ambiente. “Podemos ajudar na preservação falando para os pais para que eles não joguem lixo no igarapé, fazendo o que aprendemos na escola, não jogando lixo na rua, tendo a sacolinha dentro do carro e jogando o lixo sempre na lixeira”.

Texto: Luana Carvalho

Fotos: Lton Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação (92) 3632-2054