31/07/19 | 8:49
Quinta edição de Workshop do Cemeapi aborda manifestações culturais de todo o país

Com a temática ‘Socialização da aprendizagem através das manifestações culturais’ a  Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação  (Semed), realizou na tarde desta terça-feira, 30/7, o 5°  Workshop de Práticas pedagógicas do Centro Municipal de Escolarização do Adulto e Pessoa Idosa (Cemeapi). A atividade,  que envolveu aproximadamente 400 pessoas, entre professores, alunos e  coordenadores, aconteceu no Centro Estadual de Convivência do Idoso (Ceci), no bairro Aparecida, zona Sul de Manaus.

A subsecretaria de Gestão de Educacional da Semed, Euzeni Araújo, destacou, no início da atividade, a importância da programa para redução do analfabetismo na capital amazonense.

“Os resultados do número de pessoas alfabetizadas no município de Manaus cresceu consideravelmente e essa redução do analfabetismo na nossa capital se deve também ao trabalho realizado nesse Programa. Por isso, todas as atividades dele, professores, instituições parceiras e demais envolvidos são tão importantes”, destacou a subsecretaria.

Segundo a diretora do Cemeapi, Clélia Matos, a ideia da 5ª edição do evento foi mais abrangente do que a última e buscou valorizar ainda mais as manifestações culturais de todo o país.

“No ano passado, a ideia foi falar sobre as  manifestações culturais do nosso Estado. Neste ano, decidimos ampliar isso. Em 2019, a proposta foi valorizar as diversas manifestações culturais do nosso povo brasileiro”, explicou.

O workshop foi trabalhado por meio de apresentações e de banners. No palco principal, os alunos mostraram as particularidades das culturas populares brasileiras dançando e entretendo o público que prestigiava a ação.  Já ao redor do Centro, as  curiosidades dos Estados brasileiros foram expostas em banners. Em cada estande, eram expostas manifestações típicas da região trabalhada.

Na Região Norte, foi destacado, por exemplo,  o Festival de Parintins, a ciranda, o carimbó oriundo do Pará , a festa do Divino Espírito Santo e do Círio de Nazaré. Na região Nordeste, foram retratadas a festa de Iemanjá, o carnaval e outros . Já dá região Centro-Oeste foram trabalhadas a cavalhada, a dança folclórica do cururu e as festas de São Benedito. No Sudeste, foram apresentadas as danças de velhos, as festas de peão de boiadeiro e samba de lenço. Já da Região Sul foram expostas a festa da uva, da cerveja e de fitas.

Fizeram parte da exposição máscaras, indumentárias  e adereços  típicos, tudo confeccionados pelos próprios alunos em sala de aula.

Para aluna, Ana Maria dos Santos, que estuda no Centro de Convivência do Parque Dez, o Workshop foi trouxe muito conhecimento sobre a cultura popular de todo o país.

“Achei bem organizado, bem variado, bem participativo, enfim muito legal”.

O aposentado Valdir Palheta, de 74, foi até o local para prestigiar o evento e gostou do que viu. “Esse  evento simboliza uma forma de respeito e de cuidado com a saúde mental e emocional de pessoas da terceira  idade”, destacou.

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054