18/05/12 | 18:23
Projetos e saberes aliados às tecnologias educacionais

Um ambiente no qual alunos, professores e comunitários desenvolverão projetos e saberes aliados às tecnologias educacionais  – estes espaços são os Telecentros – unidades que estão sendo implementadas pelo Ministério da Ciência , Tecnologia e Inovação em parceria com a Prefeitura de Manaus.

Nesta quinta-feira, (17), as Escolas Municipais Antônia Medeiros da Silva (Com. União da Vitória, Tarumã) e  Olga Figueiredo (Cidade de Deus) foram contempladas com o telecentro.

“Estamos inaugurando hoje, os telecentros 95° e 96° e isso é de uma importância enorme para os nossos alunos, inserido na nova proposta educacional”, ressaltou o Secretário Municipal de Educação, Mauro Lippi.

“Com o telecentro tiramos a preocupação dos pais de ter seus filhos em lan houses. Os pais também poderão vir às escolas para aprender informática e ter acesso à informação, pois muitos não tiveram essa chance em sua juventude. Assim também os comunitários terão a oportunidade de visitar o telecentro e utilizar os serviços de internet. O futuro está nas mãos de nossos alunos, demos a eles a oportunidade de representarem nossa cidade no futuro. Essa é uma oportunidade única para se investir no futuro!”, declarou o Secretário.

Na Escola Antônia Medeiros da Silva (Com. União da Vitória, Tarumã), 839 alunos do 3º ao 9° ano , EJA e PAA participarão das atividades do Telecentro.

Para a gestora, Dulcinéia  Regina Campos, a espera foi recompensada com a chegada do telecentro. “Estávamos aguardando há muito tempo este espaço tecnológico. A comunidade receberá com muito entusiasmo esta nova atividade. Através do telecentro aperfeiçoaremos os recursos tecnológicos, o fluxo das informações, da comunicação e uma maior interação com o mundo”, destacou a gestora.

“Este espaço ajudará bastante na realização dos nossos trabalhos escolares. Aprenderemos mais sobre a informática e não precisaremos mais ir às lan houses. Gosto de utilizar as redes sociais (twitter, facebook) , baixar músicas e pesquisar assuntos das aulas”, declarou o aluno do 9° ano, Gutenberg Souza de Oliveira, 14.

De acordo com o coordenador do Telecentro, Sidney Roberto da Silva, os alunos gostam de novidade nas aulas e o telecentro será um novo recurso na sala de aula.

“Este telecentro estava sendo esperando desde o início do ano. Os alunos queriam algo novo e este espaço vai melhorar a qualidade do ensino. Muitas vezes os alunos estão cansados do ambiente de sala de aula, precisamos buscar a interatividade e isso será possível com o uso do computador que será encontrado no telecentro. Para a comunidade será uma inclusão digital, já que o bairro é distante da cidade e muitas vezes as pessoas não tem acesso aos serviços da internet (boletim de ocorrência, perda de documentos, impressão de boletos bancários) e ao acesso da pesquisa virtual”, destacou o coordenador.

A comunitária , Francisca Ildete, 31, acredita que o telecentro ajudará na segurança das crianças. “Em vez de nossos filhos ficarem na lan house, ficarei bem mais segura de saber que eles estão na escola. Nós, mães, também utilizaremos os serviços e aprenderemos  mais sobre a informática”, afirmou a comunitária e mãe do aluno do 7° ano, José Moreno, 14.

“A era digital chegou”, com esta frase, os 850 alunos do 1° ao 8° ano da Escola Mul. Olga Figueiredo (Cidade de Deus) receberam a implementação do telecentro.

Para o gestor, Maurício Odilon, o telecentro será algo para enriquecer a metodologia e o processo de aprendizagem. “A comunidade se sente lisonjeada com o telecentro. Por ser uma comunidade carente, porém, muito sonhadora, o espaço ajudará em seu desenvolvimento”, destacou o gestor.

Segundo o  Coordenador, Regilson Miranda, o telecentro será fundamental para o futuro das crianças. “É interessante percebemos que muitas crianças não tinham contato com o computador, isso mostra que será muito importante para eles essa aproximação com os recursos tecnológicos. Vou me reunir com os professores e ver como eles vão querer trabalhar com a ferramenta. Os computadores já vêm com vários programas interessantes para se trabalhar as disciplinas do ensino fundamental”, ressaltou o coordenador.

“Será muito legal. Vou aprender a usar o computador, pois só utilizo para jogar e ver filmes. Vou aprender a pesquisar meus trabalhos na internet, dessa maneira será bem mais fácil, declarou o aluno do 4° ano, Vanglaisse de Souza, 11.

De acordo com a comunitária e mãe de aluno, Zufran Souza, 39, o espaço será ótimo para as crianças. “Tudo ao nosso redor está digital e agora com a rede grátis fica bem mais fácil. Eu sei pouca coisa de informática, com o Telecentro quero aprender muito mais e fazer cursos de informática para crescer profissionalmente”, explicou a comunitária.