30/05/16 | 11:10
Projeto ‘Transversalizando o Trânsito’ mobiliza mais de 34 mil alunos da rede municipal

Escolas DDZ Norte Projeto Transversalizando o Trânsito. EM Raimundo lúcio. Fotos Cleomir (54)Mais de 34 mil alunos de 60 escolas municipais apresentaram, nesta quarta-feira, 25, jogos educativos de trânsito produzidos com material reciclado. A ação aconteceu na Escola Municipal Professor Raimundo Almeida Lúcio, no bairro Terra Nova, zona Norte. A mostra interna dos trabalhos desenvolvidos pelo Projeto “Transversalizando o Trânsito” conta com a parceria do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito e da Secretaria Municipal de Educação (Semed), além de compor o cronograma de atividades do Movimento “Maio Amarelo 2016” da Prefeitura de Manaus.

A programação foi dividida entre o turno da manhã, com alunos da educação infantil, e a tarde com os alunos do ensino fundamental. Os alunos de ensino infantil de 22 escolas apresentaram os trabalhos desenvolvidos em sala de aula. Trilhas de trânsito, jogos da memória e de dama foram algumas das atividades desenvolvidas pelas crianças. Todos os trabalhos tiveram o tema “Trânsito” e consistiram no ensino das normas e leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), como o significado das placas, cores do semáforo e cuidados ao atravessar.Escolas DDZ Norte Projeto Transversalizando o Trânsito. EM Raimundo lúcio. Fotos Cleomir (45)

Para a chefe da Divisão de Educação para o Trânsito do Manaustrans, Maria Rita, o resultado do trabalho apresentado pelas crianças foi gratificante. “Muitas escolas demonstraram o interesse e o comprometimento com a temática ‘Trânsito’, aderindo à iniciativa do Projeto Transversalizando e promovendo a educação dessas crianças. É um trabalho muito importante e podemos ver o resultado materializado no comportamento dos alunos e de suas famílias”, comentou.

Arthur Vinicius, aluno do 2º ano do ensino fundamental da Escola Olga Gutman Benário foi dos estudantes envolvidos na ação.  Ele demonstrou o que aprendeu durante todo o trabalho. “Muitas pessoas morrem por falta de atenção ao atravessar a rua”, disse.

Escolas DDZ Norte Projeto Transversalizando o Trânsito. EM Raimundo lúcio. Fotos Cleomir (41)A chefe da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Norte, Arlete Mendonça, representando a Semed, destacou que por meio da educação é possível contribuir para a formação social das crianças que já são pedestres e um dia poderão ser condutores também. “Além de aprender as regras de trânsito ainda pequenas, nossas crianças são o melhor canal para se chegar aos pais, à sociedade e promover a conscientização dessas pessoas em relação à preservação da vida”, afirmou.

A dona de casa Val Martins, 25, mãe de um dos alunos, assegurou que o filho mostra em casa o que tem aprendido na escola. “Ele não anda mais na rua, só na calçada. Se eu ou o pai vamos atravessar aonde não tem uma faixa de pedestres, ele chama a nossa atenção. Acho muito bom aprender isso na escola e até ensinar à família. Assim vai ser um adulto que respeita o trânsito e a vida dos outros”, ressaltou.

Maquete

Escolas DDZ Norte Projeto Transversalizando o Trânsito. EM Raimundo lúcio. Fotos Cleomir (27)Um dos 36 projetos apresentados no período da tarde foi o da Escola Arquiteta Angélica, que demostrou por meio de uma maquete uma suposta rua de uma cidade, com vias, pedestre, carros e, principalmente, a sinalização de trânsito. A ideia era demostrar como funciona a legislação do trânsito e como o condutor deve agir em relação ao Código de Trânsito Brasileiro.

Umas das responsáveis pela escola na mostra foi professora Carla Ângela da Silva. De acordo com a educadora, a ação é importante para trabalhar a cidadania com os alunos. “Esta ação é importante para conscientizar as crianças sobre as regras de trânsito e também para trabalhar a cidadania, o direito e o dever de cada um em relação ao trânsito”.

 

Texto: Helton de Lima (Manaustrans) e Emerson Felipe (Semed)

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054