20/07/15 | 10:39
Projeto OFS da UEA e Semed foi destaque em evento na Universidade do Porto

IMG_0033O projeto Oficina de Formação em Serviço (OFS) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), foi destaque entre os dias 27 de junho a 02 de julho, no Observatório Internacional de Educação, realizado na Universidade do Porto, em Portugal. Na oportunidade, a formadora da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Semed e diretora da Escola Superior da UEA, Eglê Wanzeler, fez a apresentação do programa desenvolvido em nove escolas municipais.

Por meio da parceria, a UEA disponibilizou acadêmicos a partir do 3º período para ficarem inseridos dentro da escola em um processo para diagnosticar a unidade de ensino, analisar a realidade escolar, conhecer o processo de planejamento, saber como é o cotidiano da escola, ou seja, o aluno acadêmico já terá uma base da realidade do futuro ambiente de trabalho.

De acordo com a educadora Eglê Wanzeler, o projeto foi apresentado para vários profissionais ligados à educação de vários países, inclusive os considerados mais desenvolvidos na questão. “Nós conseguimos mostrar para os participantes dois pontos fundamentais: que é possível instaurar o processo de mudança dentro da escola, ainda que ela esteja com estruturas precarizadas. É possível sim, revolucionar uma prática educativa, desde que ela seja discutida com aquele responsável pela mudança, no caso o professor. Em segundo, por meio do diálogo, da escuta sensível e da nossa presença dentro da escola é possível conduzir processos de mudanças”, defendeu.

“Foi possível alterar de alguma forma o quadro sócio-educacional das escolas por onde nós passamos. É preciso ter uma continuidade, mas não depende do projeto, mas de uma política maior. Acredito que a atual gestão da Semed tem essa preocupação e tem conduzido à formação de uma experiência que, de fato, o pedagógico seja ‘o fio condutor’ de toda a ação política da Secretaria, ou seja, o pedagógico é o centro das ações da Semed”, completou Eglê.

O projeto OFS tem o papel de qualificar os professores, realizar formações continuadas dentro da própria escola, desenvolver metodologias de ensino voltadas para sala de aula, além de desenvolver métodos de trabalho. Para Eglê, o resultado disso foi a contribuição significativa no Índice de Desenvolvimento da Ecucação Básica (Ideb) das escolas, o que mostrou o diferencial do trabalho do município em relação ao sistema educacional de outros países.

“A apresentação do projeto mostrou que si funda por perspectivas emancipatórias, democráticas e de aproximação com a universidade e as escolas. Esse foi o grande diferencial em relação aos outros projetos apresentados. Nós mostramos um avanço no processo de reflexão, mas não quero dizer que demos uma lição, pois não é esse o caminho, mas de mostrar que aqui também se avançou, onde se partiu de uma reflexão e depois para prática. Não há dúvida, que esse projeto serve sim de exemplo, não só para nosso país, mas também para os outros países. Não é uma lição, mas sim um exemplo. O projeto OFS, em parceria com a UEA e Semed, é um exemplo que pode dá certo em termos de consolidar uma política pública verdadeiramente transformadora”, destacou a educadora.

Oficina de Formação em Serviço (OFS)
O projeto surgiu em abril de 2011 e é desenvolvido em oito escolas da Semed, em cinco fases. Primeiro é feito um levantamento das condições estruturais e pedagógicas, depois é realizado oficinas de formação, tendo em vista bases teórico-metodológicas. Após os professores aprenderem a construir seus respectivos projetos, eles são implantados nas escolas.

Texto: Paulo Rogério
Foto: Lton Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054