09/11/16 | 9:07
Projeto Horta escolar vai estimular alimentação saudável aos alunos

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) lançou, na manhã desta terça-feira, 8, o Projeto Horta Escolar, durante reunião com diretores sobre o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) Sustentável.

A ideia é usar a atividade como auxílio na disciplina de ciências e compor a merenda escolar com hortaliças, frutas e verduras produzidas nas próprias unidades de ensino. Atualmente, 36 escolas já têm hortas implantadas e o objetivo é ampliar para 100 em 2017.

A coordenadora do projeto, Maria Arlene Rosas, explicou que as hortas escolares serão confeccionadas utilizando os recursos do PDDE Sustentável, do Governo Federal, que subsidia atividades sustentáveis dentro do ambiente das escolas públicas do país.

“Esse Projeto surgiu da necessidade de darmos uma continuidade no PDDE Sustentável. Ele torna-se importante porque lançamos a atividade horta escolar como laboratório vivo para a escola e fazemos com que ela se torne um espaço educador sustentável. A ideia é que os alunos expandam essa atividade em casa”, disse.

Durante a reunião de lançamento do projeto, a diretora da Escola Municipal Marly Garganta, na zona Norte de Manaus, Geise Roque, contou aos presentes sua experiência com a horta escolar. Nas últimas duas unidades de ensino em que foi gestora, ela implantou o projeto. Na atual, 30 alunos participam da atividade no contraturno das aulas.

“É algo que dá retorno. As crianças estão montando horta em casa, tendo prazer com isso, tanto que vão para escola no contraturno. Isso as motiva. Talvez eles não sejam futuros agrônomos, mas isso pode abrir a mente delas para a pesquisa, que é muito interessante. As merendeiras usam couve, cebolinha, cheiro-verde, tudo plantado na nossa escola”, contou.

Horta para 2017

Diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Abelhinha, Regina Coeli, contou que irá implantar a horta em sua escola no próximo ano. O CMEI foi contemplado em setembro com R$ 10 mil reais do PDDE Sustentável para por em prática o projeto. Ela lembrou que atividades como esta fazem parte de uma das experiências que compõem o currículo das crianças.

“A importância de trabalhar com a horta para as crianças da educação infantil é mostrar o processo da cadeia alimentar, desde a plantação da semente até a colheita. Lá no nosso CMEI, o objetivo com a horta será mostrar que aquilo que as crianças comem no seu dia a dia é plantado. Vamos trabalhar a alimentação saudável e ensinar de onde vem o alimento que estará na mesa”, explicou.

PDDE Sustentável

O PDDE sustentável consiste no repasse financeiro para promover ações voltadas à melhoria da qualidade de ensino e apoiar as escolas públicas na adoção de critérios de sustentabilidade socioambiental, considerando o currículo, a gestão e o espaço físico, de forma a torná-las em espaços educadores sustentáveis.
Texto: Thiago Botelho

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054