19/11/18 | 10:30
Projeto “Encantar-te” cresce e se transforma em 1ª Mostra Cultural

Há 10 anos a Escola Municipal Antônio Mattias Fernandes, localizada no Parque 10, zona Centro-Sul, criou o  “Encantar-te”. O projeto cresceu, criou vida própria e nesta quarta-feira, 14/11, foi realizada no Teatro da Instalação, no Centro da cidade, a 1ª Mostra Cultural, que contou com a participação dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) Humberto Castelo Branco, Maestro Dirson e da Escola Municipal de Educação Especial (Emee) André Vidal de Araújo, todos da mesma zona da cidade.

A temática desta Mostra é “Na arte, vi o que posso ser” e busca que o aluno compreenda, identifique e valorize a arte como fato histórico, contextualizando diversas culturas, inclusive a local.

A secretária de Educação, Kátia Schweickardt, o gerente Pedagógico da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Sul, Anderson Rodrigues, convidados, educadores, estudantes, familiares e convidados assistiram as apresentações de dança, canto, poema e peça teatral voltadas para músicas e lendas Amazônicas.

De acordo com a secretária de Educação, o “Encantar-te” é um projeto que orgulha a Semed porque traduz a junção da  arte, cultura e educação. “A junção da arte, cultura e educação traduz o espírito do esforço que a gente faz e do quanto podemos proporcionar um ambiente de aprendizado para as nossas crianças. A Semed se orgulha desse projeto e dos professores envolvidos nele”. elogiou Kátia.

A educadora e idealizadora do projeto, Dacirlene Lamego, disse que contou com o apoio das professoras Rosangela Laborda e Cecy Simões. A ideia de criar uma Mostra, segundo ela, fez com que mais alunos participassem, conhecendo lendas, músicas, danças e pontos turísticos. Para ela,  era necessário envolver mais alunos no conhecimento da cultura da Região Norte.

“Nós vivemos em um Estado rico culturalmente, mas a nossa população tem  pouco conhecimento sobre as nossas lendas, músicas, danças e espaços culturais. É na escola que essas crianças conhecem um pouco mais do Amazonas. Muitos pais não têm o costume de sair com os seus filhos e apresentar lugares turísticos. Então, essa é uma oportunidade para eles”, explicou Dacirlene.

A aluna Isabel Paladino, 13, do 8º ano declamou a Canção Amazônida, de Heméterio Cabrinha. “Eu sempre participo das apresentações. No começo dá um nervoso, mas eu fico super feliz em ver que o projeto cresceu”.

 

Texto: Érica Marinho

Fotos: Lton Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054