05/11/14 | 14:31
Projeto de escola municipal incentiva alunos a conhecerem artistas e obras plásticas

Releituras de obras plásticas de artistas regional, nacional e mundialmente conhecidos fizeram parte da exposição do projeto ‘Mãozinha Encantada’, do Centro Municipal de Educação Infantil Moacir Andrade, localizado no bairro São José, zona Leste. Na manhã desta quarta-feira, 4, as crianças realizaram apresentações artísticas com a presença dos pais para divulgar os trabalhos feitos em sala de aula.

A gestora Carolina Pinheiro informou como o projeto foi trabalhado este ano na escola. “O Mãozinha Encantada existe há 15 anos e esta foi sua 14ª exposição. É um trabalho de artes plásticas, dentro do qual  homenageamos artistas regionais, nacionais e internacionais. Há cada ano é escolhido um artista e uma temática. Em 2014, o homenageado foi Cândido Portinari, artista brasileiro mundialmente conhecido. Além disso, escolhemos o tema ‘Alma Brasileira’ pelo fato de o artista enfocaro homem brasileiro em obras como “Os Retirantes”, “As Lavadeiras” e “O Lavrador de Café””.

A coordenadora e uma das idealizadoras do projeto, professora Heloisa Santos, informou que os alunos não realizam apenas a pintura. Na verdade, desenvolvem todo um processo de aprendizagem em sala de aula.

“São seis meses de projeto, que começa com pesquisas bibliográficas. Depois nós vamos para a explicação em sala de aula, trabalhamos sobre a vida do artista e as obras, passamos para a releitura em papel avulso e por último passamos para a tela de tecido. A releitura das obras é aquilo que eles estão vendo na obra original, vendo a cor, a forma, e depois vão desenhando, sob a minha coordenação, e dando o toque deles, isso que identifica a obra do aluno”, relatou.

O aluno Geovane Arevalo Ferreira, 6, do 2º período, informou que não sabia nada sobre artes até começar a estudar com a professora.”Eu gosto de pintar, mas não sabia a história das obras e nem do artista, foi legal. Aprendi que Portinari nasceu em São Paulo e fez varias obras”.

A mãe de Geovane, a dona de casa Marcela Colares Arelavo, informou que depois que o filho começou a pintar, desenvolveu-se ainda mais em casa e tornou-se mais interessado pelo assunto.

“Ele era muito fechado e agora mudou. Achei muito interessante esse projeto na escola por desenvolver a criatividade do aluno. Na minha opinião as atividades devem ser estendidas para todas as crianças que estudam na rede municipal”.

Ao final das apresentações, os alunos, acompanhados pelos pais, puderam conferir no pátio da escola a exposição de cada uma das obras pintadas na escola.

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Lton Santos 

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): 92 3632-2054