13/02/15 | 16:39
Projeto de eficiência energética começa a ser instalado em escolas da rede municipal

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, assinou, nesta sexta-feira, 13, a ordem de serviço que dará início ao projeto de Eficiência Energética em 13 escolas da rede municipal. A iniciativa é uma parceria com a empresa Eletrobras Amazonas Energia e vai gerar uma economia de R$ 500 mil por ano ao Município.

Durante a solenidade, realizada na Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, no Parque Dez, zona Centro-Sul, o prefeito destacou que a preocupação com a questão da eficiência energética será estendida para toda a cidade. “Esse é um teste que será feito nas escolas e fizemos um acerto para que haja a troca da iluminação por lâmpadas de LED, algo que faremos também em todas as ruas e repartições públicas de Manaus”, pontou.

Ainda segundo o prefeito, com essas e outras medidas adotadas será possível ampliar a capacidade de investimentos da prefeitura. “Teremos uma enorme economia de gastos e pouparemos, significativamente, a Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip), aumentando a nossa capacidade de investimento e ampliando a cobertura do novo modelo de iluminação pública em toda cidade”, afirmou Arthur.

Nas escolas, o projeto prevê a instalação de 449 novos condicionadores de ar em 13 unidades da rede municipal, além da substituição de 4.682 lâmpadas comum por lâmpadas de LED e a troca de 2.341 reatores. Os equipamentos já começaram a ser instalados.

“Nessa parceria foram investidos R$ 1,6 milhão, sem custo para a prefeitura. Trocaremos os condicionadores de ar do tipo janela por aparelhos split classe A. Nossa ideia é ampliar esse projeto de eficiência energética para outras áreas, como o setor industrial e os consumidores de baixa renda”, explicou Jardel Vieira, engenheiro da Amazonas Energia.

Com a economia, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) pretende investir em novos programas pedagógicos para melhorar a qualidade de ensino na capital. “Isso representa uma melhor refrigeração nas salas de aula, consequentemente maior comodidade aos alunos, representa ainda uma economia de recursos, que serão aplicados na melhoria da qualidade de educação. Temos nos esforçado para fazer um trabalho que se destaque e que atraia novos investidores. Afinal, a educação precisa ser uma preocupação de todos”, finalizou o secretário da Semed, Humberto Michiles.

Escolas beneficiadas com o projeto:

1 –  Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, bairro Parque Dez (56 condicionadores de ar)

2 –  Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Professor José Érico Pereira de Souza, bairro Educandos (33 condicionadores de ar)

3 –  Escola Municipal Lírio do Valle, bairro Lírio do Valle 1 (29 condicionadores de ar)

4 –  Escola Municipal Waldir Garcia, bairro São Geraldo (21 condicionadores de ar)

5 –  Escola Municipal Jornalista Sabá Raposo, bairro Monte das Oliveiras (37 condicionadores de ar)

6 –  Escola Municipal Doutor Olavo das Neves, bairro Tancredo Neves (29 condicionadores de ar)

7 –  Escola Municipal Professor Themistocles P. Gadelha, bairro Jorge Teixeira (40 condicionadores de ar)

8 –  Escola Municipal Leonor Uchoa de Amorim, bairro São José 1 (53 condicionadores de ar)

9 –  Escola Municipal Nova Vida, bairro Mauazinho (36 condicionadores de ar)

10 –  Escola Municipal Professor Moisés de França Viana, bairro Tancredo Neves (26 condicionadores de ar)

11 –  Escola Municipal Professor Agenor Ferreira Lima, bairro, Zumbi dos Palmares (23 condicionadores de ar)

12 –  Escola Municipal Helena Augusta Walcott, bairro Jorge Teixeira (27 condicionadores de ar)

13 –  Escola Municipal Professora Marly Barbosa Garganta, bairro Monte das Oliveiras (34 condicionadores de ar)

 

REPORTAGEM: Alita Falcão e João Pedro Figueiredo

FOTOS: Altemar Alcântara

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054