13/11/14 | 17:57
Projeto ‘Caixa Mágica da Literatura’ cria biblioteca ambulante para alunos de Cmei

Com objetivo de incentivar a leitura e melhorar o processo de ensino aprendizagem, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) João Aparecido, no Parque São Pedro, zona Oeste, realizou, na tarde desta quinta-feira, 13, o lançamento do projeto ‘Caixa Mágica da Literatura’. A ação faz parte do Dia Nacional da Alfabetização, comemorado no dia 14 de novembro. Serão beneficiados com o projeto mais de 530 alunos da Educação Infantil e do 1º ano do Ensino Fundamental.

O projeto terá um total de 80 livros, com obras da literatura infantil, gibis e de desenhos ilustrados. As professoras da escola terão a oportunidade de utilizar o acervo de duas caixas como bibliotecas ambulantes, em sala de aula, ou em qualquer outro ambiente físico da escola.

A instrutora de teatro, do programa Mais Educação, Franciná Lira, que também é poeta e escritora, disse que teve vontade de trabalhar com o projeto para facilitar o acesso aos livros e incentivar o interesse pela leitura. “Os professores vão poder pegar os alunos e fazer leitura com material disponível das caixas. As crianças terão a chance de usar os livros e aprender ainda mais”, completou.

Ana Letícia Gomes da Silva, 8, que mora no bairro Nova Esperaça, fez a doação de livros para a escola e contou que ficou feliz pela oportunidade de dividir conhecimentos com outras crianças. “Como já li muitos livros que me animaram, queria dividir minha felicidade com outras pessoas também. Quero então compartilhar minha felicidade com todos, porque abrir um livro e como abrir uma porta para o futuro”, disse.

A professora do Cmei, Maria Domingas Silva, afirma que o projeto será mais um instrumento pedagógico para ajudar as crianças na leitura e em outras atividades escolares. “Esse trabalho já vem sendo feito, porque já trabalhamos com a roda de leitura por meio das músicas, as mesmas que serão usadas no projeto. Temos desenvolvido muito o trabalho de textos, leitura e pesquisa com as crianças. A ideia da biblioteca ambulante é muito boa, porque a leitura é importante para os alunos”, salientou.

Na oportunidade, a Universidade Estadual do Amazonas (UEA) fez a doação de 150 gibis “Ianzinho em: banho de gato”, “Ianzinho em: quantidade de peso” e “Ian conectados”. O material faz parte do projeto da UEA com a Fapeam, da professora Cleusa Suzana Oliveira de Araújo.

Texto: Paulo Rogério Veiga
Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054/ 98842-1188