19/11/14 | 16:42
Projeto Aprender, Conviver e Lutar promove a primeira graduação de alunos

Alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Padre Pedro Gabriel Neto, localizado no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, foram os primeiros a graduar no Projeto Aprender Conviver e Lutar. Idealizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o projeto graduou, nesta quarta-feira (19), o total de 50 estudantes que praticam artes marciais no contraturno das aulas regulares. Os alunos passaram da faixa branca para a cinza.

O jiu-jítsu é trabalhado na escola para promover o desenvolvimento dos alunos. “É um jiu-jítsu educativo, acompanhado com a parte pedagógica da instituição. O foco maior é o ensino-aprendizagem. Hoje, é um dia de festa, pois é a nossa primeira graduação. São 50 crianças do Cmei Padre Pedro, de 3 a 7 anos, que estão pegando a faixa cinza. Eles receberam o diploma, com o aval do secretário de Educação, Humberto Michiles, assinado pelo Mestre Osvaldo Alves, faixa vermelha 10º Dan. É muito gratificante para nós do esporte, que vemos a luta como uma ferramenta pedagógica para o desenvolvimento do aluno”, informou o coordenador do projeto, Ronnie Melo.

Mestre Osvaldo Alves, que realizou a primeira entrega de faixa, destacou a importância do projeto em meio aos jovens. “É um projeto maravilhoso, já existente no mundo todo e agora está ocorrendo nas escolas de Manaus. A movimentação é importante no dia de hoje, em que a criança, além dos estudos, passa a desenvolver uma qualidade motora muito melhor, além de maior qualidade de saúde. Os professores, educadores envolvidos e a Semed estão de parabéns, pois o futuro começa trabalhando com as nossas crianças desde cedo, como foi com o prefeito Arthur Virgílio Neto, faixa vermelha, que começou muito jovem e foi praticamente o responsável por trazer o jiu-jítsu para a cidade de Manaus. Ele tem um carinho muito especial pelo esporte”, ressaltou.

Para Sérgio Leal, que é pai do aluno Yan Shay, de 5 anos, o projeto é fundamental para a educação das crianças. “Nós pais, que buscamos educar nossos filhos para serem cidadãos de bem, percebemos que o jiu-jítsu está sendo de fundamental importância. Depois de quase um ano de projeto, é possível ver mudanças de comportamento nas crianças, como o Yan, que era um garoto muito explosivo e, agora, está mais calmo, mais concentrado”, finalizou.

 

TEXTO: João Pedro Figueiredo

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação (92) 3632-2054