28/02/11 | 11:08
Projeto Alfasol e Semed alfabetizam 170 adultos

A concretização do sonho de concluir o curso de Alfabetização tornou-se possível para 170 alunos do Projeto Alfabetização Solidária, realizado pela Associação Alfabetização Solidária-AlfaSol em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed). O evento aconteceu no último sábado (26), às 17h30, no Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos, Zona Leste de Manaus.

De acordo com a Formadora da Alfasol, Veronice Ceará de Oliveira, a parceria dá o suporte necessário aos alunos e alfabetizadores populares para que as atividades sejam desenvolvidas. “Os oito meses do curso são divididos em dois módulos. As  aulas acontecem na própria comunidade , aproximando o ambiente escolar dos alunos, o que diminui a evasão escolar. Além do curso, o projeto realiza entrega de óculos, carteirinha da meia passagem, alimentação e material didático”, destacou a formadora.

O Gerente da Educação de Jovens e Adultos da Semed, Mauro Brito, destacou que o Projeto Alfabetização Solidária ajudou na diminuição da evasão escolar e consegue alcançar as comunidades mais carentes de Manaus, como Grande Vitória e São José, além de atender aos municípios de Anamã e Caapiranga.

“Nas comunidades que não têm escola, os alfabetizadores populares podem fazer uma sala de aula em suas residências e a Semed, juntamente com a Alfasol, dão as condições necessárias para que o aprendizado aconteça. Os professores desenvolvem sua metodologia a partir das próprias vivências dos alunos, o que facilita a aprendizagem desse público. Após o término do curso, os mesmos são encaminhados para efetivar as suas matrículas na rede municipal de ensino e, dessa forma, podem dar continuidade aos seus estudos”, afirmou o gerente.

Para Maria Casemira Nogueira, 72, o curso representou um grande avanço em sua vida, já que tinha parado os estudos quando criança.  “Durante o curso pensei em desistir, mas tive força de vontade para continuar e isso foi muito importante, pois, relembrei muitas coisas, como voltar a assinar o meu nome. Pretendo continuar estudando porque ainda tenho muito o que aprender”, ressaltou a formanda.

O pedreiro Leonardo Lima da Silva, 36, sentiu a necessidade de retornar à escola e, com o incentivo dos outros alunos, conheceu o projeto e interessou-se pelas aulas. “Há 16 anos que não estudava devido ao acúmulo de trabalho. Foi maravilhoso participar do curso e pretendo dar continuidade aos meus estudos e me qualificar ainda mais”, afirmou o formando.

A Associação Alfabetização Solidária-AlfaSol é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, reconhecida com atuação em âmbito Nacional e Internacional e com objetivos de reduzir os índices de analfabetismo no Brasil, fortalecendo a oferta pública de Educação de Jovens e Adultos.

O Programa direciona suas ações em âmbito nacional para identificar e atender a população analfabeta de 15 anos ou mais, excluída das políticas públicas direcionadas à inclusão educacional. Em 2010, a Alfasol firmou parceria com a Secretaria Municipal de Educação, através da Gerência de Educação de Jovens e Adultos – GEJA, tendo como pressuposto não somente a alfabetização, mas a continuidade da escolarização como resgate da dívida social brasileira aos que não tiveram acesso à escola e se encontram em situação de vulnerabilidade social. A parceria possibilitou a abertura de 15 turmas nas zonas periféricas de Manaus, proporcionando oferta de ensino aos que delas necessitam e remuneração aos alfabetizadores populares através de bolsa de custeio, com duração de 8 meses.

Na Secretaria Municipal de Educação a modalidade de Educação de Jovens e Adultos é oferecida em 106 escolas – 73 na área urbana e 33 na rural (1º segmento – 1º ao 5º) , CEMEJA (6º a0 9º) atendendo atualmente 11. 645 alunos.