10/04/14 | 16:16
Programa Liga Pela Paz promove formação para mais de 300 profissionais da educação

Mais de 300 profissionais, entre gestores, monitores e coordenadores do programa Mais Educação, participam nessa semana da formação inicial da Liga Pela Paz. O programa administrado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) trabalha a educação emocional e social com os alunos da rede municipal de ensino. Esta etapa da formação ocorre até nesta sexta-feira, 11, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). Ao todo, 14.269 alunos de 110 escolas da rede municipal devem ser contemplados pelo projeto.

De acordo com Anderson Rodrigues, coordenador do programa Mais Educação, as escolas que devem receber o programa Liga Pela Paz já estão definidas. “Foram escolhidas 110 escolas para as 320 pessoas que estão sendo formadas nesta semana aplicar o programa. A intenção é trabalhar a paz na escola, levar harmonia como disciplina, mostrar a importância do lado social. Com esse trabalho com os alunos do Mais Educação esperamos atingir os alunos de todas as escolas”, relatou.

Monitora do programa na Escola Municipal Vila da Felicidade, no bairro Mauazinho, Marcela Sales, ressaltou a importância da aplicaçãodo Liga Pela Paz já nos anos iniciais. “O programa é voltado para alunos do 1º ao 5º ano e na escola que eu trabalho, por ser localizada em uma área considerada zona de risco, é de extrema importância, pois vamos poder trabalhar o comportamento, o amor pelo próximo e solidariedade. Esses alunos estão em uma fase inicial de ensino, isso evita aquelas agressões, xingamentos e outras brigas nas escolas e é bom que eles já aprendam a importância do amor na escola, na família, na comunidade e na vida”, informou.

O programa Liga Pela Paz, que foi idealizado pela Organização Inteligência Relacional, começou a ser aplicado nas escolas municipais em fevereiro. A proposta é que os profissionais que estão sendo capacitados para a aplicação recebam outras formações com ensino à distancia no decorrer do ano.

A líder da área pedagógica do projeto, Maria Tereza Belchior, informou que a educação emocional deve ter a mesma importância das outras disciplinas. “Nós trabalhamos com a emoção a vida toda, assim como as outras disciplinas, por isso é importante ser aplicada com responsabilidade, com compreensão e com conteúdo relevante. Nós temos material pedagógico adequado para cada faixa etária dos anos do ensino escolar, assim os alunos vão aprender a reconhecer, lidar e regular suas emoções, se aprofundando na matéria a cada ano. Vale ressaltar que, antes de aplicar o conteúdo dos livros nós trabalhamos uma estrutura de aula, identificar as emoções dos alunos, conversar e depois aplicamos o material”, destacou.

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação
Assessoria de Comunicação
(92)3632-2054