13/07/12 | 15:31
Programa de educação para o trânsito da PMM reduz 22% o número de acidentes fatais

A estatística foi anunciada pelo Diretor Presidente do Manaustrans, Walter Cruz, durante evento de educação para o trânsito realizado no auditório da Prefeitura.

O Projeto Transversalizando o Trânsito, realizado em parceria entre o Manaustrans e Secretaria Municipal de Educação (Semed), fez um ano de atividade e tem muitos motivos para comemorar. Desde que as ações começaram, foi detectada a redução de 22% no número de acidentes fatais e 26% no número de atropelamentos no trânsito da cidade. A informação foi dada pelo Diretor Presidente do Manaustrans, Walter Cruz, durante evento de apresentação dos resultados do Programa de Educação para o Trânsito realizado na manhã de hoje (13), no auditório da Prefeitura.

As ações do Programa iniciaram em junho do ano passado em um projeto piloto que foi realizado em 28 escolas municipais, e atendeu cerca de sete mil alunos. Nasceu com objetivo de inserir o tema trânsito na grade curricular das escolas da prefeitura. Como o resultado foi positivo as secretarias envolvidas decidiram ampliar a área de atuação e em 2012 mais 31 escolas serão inseridas nas atividades.

“O trânsito é uma das ciências mais complicadas do mundo. Para que as pessoas comecem a ter familiaridade com o tema é necessário que a educação esteja presente. As crianças são estimuladoras dos pais quanto ao respeito ao trânsito por isso esse programa tem dado certo”, disse Cruz.

A Gerente de Educação para o Trânsito do Manaustrans, Euzenir Trajano, explica que o tema não é uma disciplina a mais na grade curricular das escolas, mas que é trabalhado interdisciplinarmente com os alunos da educação infantil e de 1º ao 5º.

“A educação para o trânsito está sendo e continuará sendo, com essas novas escolas, trabalhada de forma contínua em sala de aula sendo inserida em todas as disciplinas”, falou.

Escolas sinalizadas

Todas as escolas que participam do projeto recebem uma roupagem nova. Na área interna e externa são fixadas placas de trânsito e faixas de pedestres com o objetivo de familiarizar e estimular os alunos a se portarem de forma adequada no trânsito.

Os professores passam por uma formação onde estudam as leis e tudo o que compõe o trânsito para trabalhar com os alunos em sala de aula. A partir desse momento, é que surgem ideias de atividades para o tema.

Um exemplo é a Escola Municipal Maria do Carmo de Souza, no Bairro São José II, na zona leste de Manaus, que trabalhou a educação no trânsito usando o samba de enredo da escola de samba do bairro, a Grande Família, que em 2006 teve o tema: ‘pare, olhe e pensa… basta de tanto acidente, não seja imprudente, seja mais consciente. A vida é um presente’.

“Através desse samba enredo trabalhamos a dança, o teatro e até fantoche. As crianças são disseminadores e alertam os pais quanto ao uso do cinto e quanto ao respeito ao pedestre”, afirmou a diretora da Escola Maria do Carmo, Nízia Feitoza.

O Secretário de Educação, Mauro Lippi, esteve presente no evento e destacou a importância da parceria entre Semed e Manaustrans quanto à sinalização das ruas próximas das escolas.

“Sempre que peço ao Cel. Walter Cruz de imediato são instaladas as faixas de pedestres e placas de sinalização nos arredores das nossas escolas”, disse.