10/06/15 | 14:24
Profissionais de educação física são foco de curso para a inclusão de alunos com deficiência

Cerca de 300 profissionais ligados à área de educação física estão participando do Curso de Capacitação em Educação Física Adaptada, organizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) para a inclusão de alunos com deficiências no esporte. A atividade antecede os Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas), em agosto, e tem quatro dias de formação.

O evento, que está em sua 3ª edição, abrange, a cada ano, mais profissionais e, agora em 2015, está atendendo inclusive educadores físicos do interior do Amazonas.

É o caso de Renata Peres, que veio do município de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus) para aprimorar as técnicas de dança destinada a deficientes. Ela trabalha em um programa do Governo do Estado e leciona para 80 pessoas, entre crianças e idosos.

“O curso está sendo uma oportunidade de me qualificar e capacitar. Eu trabalho no Programa Viver Melhor Atividades Motoras em Parintins e vim aqui para conhecer mais acerca da dança adaptada e levar essas técnicas para o meu município. É a primeira vez que eu participo do Jaavas e agradeço a organização do evento por esse novo olhar que estão tendo com relação as pessoas com deficiência”, afirmou.

O curso de capacitação está sendo realizado em salas da Faculdade de Educação Física (FEF) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), em parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro. Até a próxima sexta-feira, 12, haverá palestras voltadas para quatro diferentes atividades: dança; bocha; vôlei sentado; e educação física escolar. Esta última está sendo ministrada por Rosicler Ravachi, membro da Academia Paralímpica Brasileira, com 17 anos de dedicação ao atletismo voltado para deficientes.

Segundo ela, o objetivo é mostrar aos participantes que não existe grande diferença em uma aula para alunos portadores de deficiência.

“É muito fácil adaptar as aulas. Basta pegar o plano de trabalho e fazer pequenas alterações. A ideia não é mudar o plano político pedagógico e sim fazer com que o professor entenda a possibilidade que ele tem de trabalhar com a criança com deficiência. A educação física é para todos e é isso que eu gosto de falar para os profissionais. Nós temos a maior ferramenta nas mãos que são as crianças. Muitas vezes elas são deixadas na arquibancada somente assistindo a aula, sendo que poderiam estar ao lado do professor participando”, afirmou, destacando possibilidades. “Queremos plantar essa semente e, quem sabe, daqui a alguns anos possamos colher frutos e ver Manaus numa Paralimpíada Escolar, com representantes para o mundo”, avaliou Rocicler.

Ensaio para o Jaavas

De acordo com a coordenadora geral do Jaavas, Shirley Amaral, o Curso de Capacitação em Educação Física Adaptada antecede os jogos, que serão realizados de 21 a 29 de agosto e visa levar noções de como trabalhar a inclusão por meio do esporte adaptado.

“Temos três pessoas do Comitê Paralímpico Brasileiro que vão trazer a experiência delas com o esporte. Quando nós realizamos o primeiro Jaavas,  percebemos que os professores tinham dificuldades de trabalhar com crianças deficientes. Não era má vontade, mas ainda não entendiam a educação física adaptada. Esse curso nasceu devido a essa necessidade”, explicou.

Shirley informou, ainda, que as inscrições para os Jogos Adaptados começam no dia 15 de junho, seguirão até o dia 31 de julho e podem ser feitas no site da Semed (www.semed.manaus.am.gov.br).

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Lton Santos

 

Assessoria de Comunicação

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

(92) 3632-2054