18/05/15 | 15:51
Profissionais da rede municipal de educação ganham destaque por artigos científicos sobre o autismo

Três profissionais da rede municipal de educação tiveram seus artigos científicos publicados na revista científica Clinical Psychiatry, edição 16-18, de abril de 2015. As psicólogas Adenilda Teixeira e Maria Gleny e a pedagoga Antônia Egley atuam no Complexo Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, localizado no conjunto Vila Amazonas, bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul, e tiveram seus trabalhos sobre o autismo como destaque entre os 40 melhores produzidos no Brasil.

Os artigos tiveram como temas “Contribuições da orientação familiar para adolescentes autistas no contexto amazônico” e “Atendimento Multiprofissional para estudantes com transtornos do espectro do autismo em Manaus”.

As educadoras apresentaram as obras dentro de quatro pôsteres temáticos sobre o autismo, na Conferência Internacional de Autismo na Vida Adulta: ciência, sociedade e realidade, realizada em abril deste ano, no teatro da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), em São Paulo.

A publicação dos artigos na revista especializada é fruto do trabalho do Programa de Educação Especialista Multidisciplinar (Pemulti),  implementado, em 2010, para o acompanhamento de alunos dos últimos dez anos com Transtorno do Espectro do Autismo (ASD), na rede municipal de ensino.

“A partir de nossos relatos, tivemos a chance de dialogar sobre nossas experiências, afazeres cotidiano e educativo. Isso é importante, porque podemos demonstrar que a cidade de Manaus tem a preocupação de trabalhar com os alunos autistas e também de buscar a inclusão escolar desses alunos”, explicou à psicóloga, Maria Gleny, que considerou fundamental ter participado da Conferência para ficar atualizada sobre as novas práticas, conhecer novas realidades e trazer tudo isso para incluir no trabalho que já vem desenvolvendo nas escolas da rede municipal de educação.

Para Maria Gleny, o resultado do trabalho realizado com os alunos autistas e demais pessoas da comunidade, é fruto do esforço conjunto da equipe multiprofissional do Complexo de Educação Especial. “Esse trabalho fala da nossa experiência como psicólogo, pedagogo, psicopedagogo e psicoterapeuta em fazer atividades que possam auxiliar o aluno, seus pais e até o cuidador para que desenvolvam da melhor forma possível as atividades do dia a dia e também para uma inclusão escolar”, defendeu.

 

Texto: Paulo Rogério

Foto: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054