28/05/13 | 18:30
Professores passam por cursos para a Prova Brasil

Cinquenta e seis professores de matemática das escolas municipais das Divisões Distritais Zonais (DDZs) V, VI e VII da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participaram da segunda etapa de formação para a Prova Brasil.  A qualificação dos professores do 6º ao 9º ano visa a preparação dos educadores para usar novos métodos em sala de aula com os alunos da rede municipal de ensino e que vão participar da avaliação. A aula foi ministrada na sala 2 da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Secretaria.

A Prova Brasil é uma avaliação em larga escala desenvolvida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC). A meta é avaliar a qualidade do ensino oferecido pelo sistema educacional brasileiro a partir de testes padronizados e questionários socioeconômicos.

Nos testes aplicados na quarta e oitava séries (quinto e nono anos) do ensino fundamental e na terceira série do ensino médio, os estudantes respondem a itens (questões) de língua portuguesa, com foco em leitura, e matemática, com foco na resolução de problemas. No questionário socioeconômico, os estudantes fornecem informações sobre fatores de contexto que podem estar associados ao desempenho.

Segundo o formador do DDPM da Semed, José de Alcântara, nas aulas foram abordadas quatro grupos de matemática: espaço e forma, grandeza e medidas, números e operações e tratamento da informações para os professores trabalharem em sala de aula com os alunos.

“Discutimos com eles algumas habilidades com operações e, também, vamos levar novas metodologias para que sejam aplicadas com os alunos nas escolas. O objetivo da qualificação é trabalhar as ideias para construção da Prova Brasil na disciplina. É importante que todos possam mostrar de forma prática em oficinas como desenvolver atividades usando as habilidades com a comunidade escolar”, declarou.

A professora Antônia Daniela, da Escola Municipal Jorge Resende, bairro Tancredo Neves, zona Leste, trabalha com cerca de 120 alunos na disciplina de matemática. Participando pela segunda vez da formação, a educadora diz que as informações no curso servirão para ensinar novos métodos ao alunos.

“A maior dificuldade dos alunos de início é a tabuada, porque eles têm dificuldades nos cálculos, o que dificulta até quando vão trabalhar com a solução dos problemas, mas quando chega a hora do cálculo o aluno não sabe como fazer. Com essas informações nós podemos trabalhar um pouco com lúdico de uma maneira que incentive as crianças gostarem um pouco mais da matemática”, completou.

A primeira etapa da formação dos professores de matemática para Prova Brasil ocorreu no dia 21 de maio, com as DDZs de I a IV, com cerca de 40 profissionais da educação da rede municipal de ensino.