16/12/11 | 14:53
Professores do Município terão salários reajustados

A ação faz parte da revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCC’S). Agora os professores da rede municipal de ensino terão o melhor salário dentre todos os profissionais do magistério do Brasil. O acréscimo vai variar de R$ 450 a R$ 600 reais.

Em coletiva de imprensa na manhã de hoje (15), na sede da Semed, o Secretário Municipal de Educação, Mauro Lippi, confirmou que a revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCC’S) dos professores da rede municipal de ensino, será paga ainda este ano. A proposta já foi aprovada pela Câmara Municipal de Manaus (CMM) e está à espera de publicação no Diário Oficial do Município para que o pagamento seja efetuado.

No novo PCC’S três pontos principais foram revistos e darão maior autonomia ao Prefeito para conceder benefícios aos professores e promover mudanças sem que a haja a necessidade de criação de projetos de lei.

Agora os profissionais que trabalham em dois períodos receberão integramente carga dobrada, ou seja, a duplicação do subsídio. Os professores e pedagogos que estiverem efetivamente trabalhando em suas funções terão um bônus de 10% no salário, e os profissionais que se aposentarem receberão salário equivalente ao subsídio ganho no ato do pedido de aposentadoria.

O aumento real do salário vai variar de R$ 450 a R$ 600 reais. Com essas mudanças os professores do município terão o maior ganho aplicado no país.

“Antes do reajuste éramos o terceiro maior salário do Brasil, com aproximadamente R$ 1.340 reais por 20 horas de trabalho e acima do teto nacional que é de R$ 1.089 reais por 40 horas trabalhadas. Acredito que com esse reajuste a Prefeitura de Manaus vai pagar o melhor salário do país”, disse Lippi.

Esclarecimento

O titular da Semed, Mauro Lippi, afirmou que folha de pessoal da Semed terá um aumento de aproximadamente R$ 4 milhões de reais, e que o projeto foi enviado à Câmara Municipal de Manaus (CMM) com o estudo de impacto financeiro. Ele aproveitou para afirmar quem seu compromisso é com a educação de Manaus. Disse que não é candidato a cargos políticos e rebateu a acusação dos vereadores que afirmaram que estaria fazendo propaganda eleitoral antecipada.

“Trabalhar não é sinônimo de política. Nós estamos fazendo somente o nosso trabalho. O prefeito tem saltado pouco foguete e feito muita coisa. Se tivéssemos fazendo campanha seria o contrário”, afirmou.