07/02/13 | 20:16
Professores da Semed recebem prêmio do Banco do Brasil


Os professores Jemima de Paula e Rosivaldo Moreira, das Escolas Municipais Boa Esperança e Ulisses Guimarães receberam na tarde de hoje (7), premiações do 3º Concurso Aprender e Ensinar Tecnologias Sociais, promovido pela Revista Fórum em parceria com a Fundação Banco do Brasil. A cerimônia foi realizada no auditório do Banco do Brasil, na Av. Guilherme Moreira, centro da cidade.

Participaram do evento, professores, pedagogos,gestores, chefes da DRE IV e V e o Secretário Municipal de Educação – Semed, Pauderney Avelino.

Na oportunidade, Pauderney aproveitou para reforçar algumas metas para  este ano . “2013 ficará marcado na historia da Semed, pois haverá inúmeras mudanças. O principal objetivo destas mudanças é diminuição da evasão escolar. Dentre as mudanças podemos citar:A implantação de um novo sistema na merenda escolar e melhorias na área pedagógica. Com isso, esperamos alcançar a meta do Ideb de 2015/2016, ainda este ano”, reforçou Avelino.

O concurso teve o objetivo reconhecer, apoiar e disseminar o uso de tecnologias sociais na educação em todo o país. No Amazonas, 42 projetos foram inscritos e, após uma análise criteriosa, a comissão avaliadora do concurso escolheu os finalistas. Os professores foram premiados com um tablet e irão participar nos dias 22 e 23 de um seminário sobre tecnologia social na educação em Brasília com todas as despesas pagas pelo concurso.

Durante o evento na capital brasileira serão escolhidos os melhores projetos de cada região. Os selecionados participarão do Fórum Social Mundial na Tunísia, no mês de março.

“Foi uma satisfação e um incentivo eu ter participado e conseguido esta premiação. Fico feliz pelo de fato de meu projeto ter atingido os alunos da escola que trabalho porque esse foi o foco principal. Espero que dê tudo certo para que eu possa ir à Tunísia participar do Fórum Social Mundial”, ressaltou o professor Rosivaldo Moreira da Escola Municipal Ulisses Guimarães.

Já a docente Jemima de Paula que trabalha na Escola Municipal Boa Esperança, ressaltou, alguns frutos que escola passou a ter a partir do seu projeto. “Um dos objetivos do projeto foi trabalhar o reciclado em prol da educação. Em sala da aula, por exemplo, utilizamos produtos recicláveis para aprendizagem da matemática, produção de textos e conhecimento sobre outros Estados brasileiros. Com isso percebemos que o rendimento escolar amentou a evasão escolar diminui bastante”, comentou.

Projetos

Com vistas em um ambiente escolar livre das drogas, o professor Rosivaldo Moreira idealizou o projeto intitulado ‘Enamorado pela Vida’, onde alunos do 6º ao 9º ano da Escola Municipal Ulisses Guimaraes fizeram pesquisas, produziram textos, vídeos e histórias em quadrinhos sobre a importância da erradicação das drogas nas escolas.

O Projeto ‘Educação Ambiental Além dos Muros da Escola: Forros Ecológicos’, da professora Jemima , um dos dois finalistas do concurso no Amazonas, transformou caixas de leite tetra pak em forro de residências. A experiência foi feita na casa de uma das alunas da escola e pode ser visto no Youtube através do link (www.youtube.com/ watch?v=0GzQ7LpcMI0).