12/03/14 | 15:22
Professores da Semed passam por capacitação para melhor ensinar alunos com deficiência visual

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) promoveu um curso de Formação na área de Deficiência Visual para 22 professores da rede municipal de educação. A capacitação começou na última segunda-feira, 10, e encerrou-se na tarde desta quarta-feira, 12, no Complexo Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, localizado na Rua da Penetração, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul de Manaus.

A gestora da Gerência de Educação Especial (GEE), professora Reni Formiga, explicou que durante o curso os professores aprenderam como ensinar os alunos com deficiência visual trabalhando com o Braille (sistema de leitura com o tato) e Soroban (instrumento para cálculo). Atualmente, existem 20 alunos com deficiência visual matriculados em escolas regulares da rede municipal de educação e outros cinco no Complexo Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo.

“O curso serve para facilitar o processo de inclusão e para que os professores saibam como lidar com o aluno, trabalhando de uma maneira mais eficaz com todos os conteúdos que são passados ao restante dos alunos, pra ele se sentir incluído”, explicou.

Ainda segundo a professora, a capacitação para a área de deficiência visual acontece três vezes ao ano. “O curso é realizado no início do ano, no meio do ano e em meados de setembro. Alguns professores que receberam os alunos com deficiência neste ano estão fazendo o curso pela primeira vez, outros já possuem conhecimento, mas participam para aprimorar”, completou.

Além da capacitação, os educadores também recebem assessoramento pedagógico bimestralmente, dentro das escolas, onde recebem sugestões de intervenções e atividades. “O resultado é muito positivo. Estamos vendo que os alunos da rede municipal estão tendo sucesso. Existem alunos que passaram pelo Ensino Fundamental, já terminaram o Ensino Médio e já estão na universidade pública. Eles aprendem mais do que se estivessem segregados, porque a inclusão acontece de forma mais eficaz nas escolas regulares”, avaliou.

Os alunos com deficiência visual também recebem aulas em salas de recursos especiais no contraturno. “A Semed providencia todo o material adaptado, como caderno de pauta ampliada, lápis ponta porosa, e em caso de alunos com baixa visão, nos preocupamos até em tirar o excesso de luminosidade da sala, procurando atender todos os pré-requisitos para incluir esses alunos”, destacou Reni Formiga.

 

Texto: Luana Carvalho

Foto: Cleomir Santos

Assessoria de Comunicação da Semed

Gisa Prazeres – 8842-1188 / 3632-2054