27/10/16 | 16:30
Professores da Semed participam de formação do projeto Teatro de Fantoches

Projeto teatro de fantoche. Aud. Semed. Fotos Cleomir (1)Professores de 60 unidades de ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semed) participaram, nesta quinta-feira, 27, da ultima etapa de formação do projeto ‘Teatro de Fantoches’, que tem como objetivo levar formação a esses profissionais para trabalhar o mundo lúdico dos fantoches como meio de ensino aprendizagem para os alunos.

A formação aconteceu no auditório da Semed e reuniu professores representantes de 30 Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) e 30 Escolas Municipais de Ensino Fundamental. O projeto é de iniciativa da organização não governamental Grupo Primavera, que tem o apoio da empresa Honda.

De acordo com Josiane Brito, gerente de produto do Grupo Primavera, um dos objetivos do projeto é fazer com que os professores participantes se tornem multiplicadores do conhecimento que adquiriram durante a formação.

“Na capacitação mostramos como trabalhar, por meio dos fantoches, as fábulas, conflitos e valores e depois realizamos o monitoramento das atividades em agosto para saber como os professores estavam levando esse trabalho para sala de aula. As escolas aqui já estão acostumadas a trabalhar com fantoches, então esta formação vem para somar com o trabalho desses professores”, destacou.

Para a assessora pedagógica Neice de Sena Pereira, da Divisão de Ensino Fundamental (DEF) da Semed, o trabalho com fantoches vai muito além das estorinhas contadas com os bonecos de mão.

Projeto teatro de fantoche. Aud. Semed. Fotos Cleomir (10)“Acompanhamos o resultado desse trabalho de perto nas escolas e os professores nos reportaram que os alunos desenvolveram bastante seu lado cognitivo, a socialização, a trabalhar em equipe, respeitar o próximo, são ganhos que vemos nitidamente e que mostram que a linguagem artística faz parte da formação integral do aluno”, relatou.

O método de fantoche é aprovado pela professora Cleodineide Fonte, que trabalha com as crianças do Cmei Mariete Carneiro da Silva. “Quando a gente faz uma atividade com fantoche a criança aprende melhor, ela se interessa mais, até os alunos que são mais tímidos eles se soltam e se desenvolvem com os bonecos, eles buscam aprender e isso os ajuda e nos ajuda com o desenvolvimento deles”, contou.

A formação é uma forma de reciclagem para o trabalho que já é feito com fantoches nas escolas, como relatou a professora Katia Regina Rodrigues, da Escola Municipal Waldir Garcia.

“Eu gostei muito da formação porque o professor por mais que já tenha o conhecimento e a prática ele precisa fazer sempre uma formação para acompanhar o ritmo de aprendizagem do aluno. Os fantoches levam mais interação entre as crianças, uma forma de conhecimento brincando, é uma técnica de muito valor”, informou.

 

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054