17/11/15 | 14:39
Professores da Semed participam de formação do Círculo da Matemática

LS - 17-11-15 - Círculo da Matemática (3)Uma pesquisa do Movimento Todos pela Educação revelou que apenas 10% dos jovens brasileiros concluem o Ensino Médio e têm o aprendizado adequado de matemática. Com o intuito de contribuir para mudar este cenário, o Instituto Tim, por meio do Projeto Círculo da Matemática, tem disseminado uma metodologia que utiliza o lúdico para qualificar o ensino da disciplina as escolas da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Na manhã desta terça-feira, 17, cerca de 200 professores de 1º ao 4º ano da rede municipal de ensino participaram da segunda fase de formação do projeto. Quatro profissionais do Instituto Tim ministraram a aula, onde apresentou técnicas para atrair a atenção dos alunos à matemática. Cada docente recebeu um kit com dois livros, onde há instruções da aplicação da metodologia e exercícios para serem realizado em sala de aula.

A coordenadora de monitoramento da informação do Círculo da Matemática, Joyce Pimentel, explicou que o foco do projeto é desconstruir a ideia de que a disciplina é um “bicho papão”, apresentando um lado divertido de aprendizado. A ideia, segunda ela, é fazer com que as crianças gostem de matemática.

LS - 17-11-15 - Círculo da Matemática (1)“No começo, elas até têm interesse, mas com o passar do tempo vão perdendo, até chegar um momento em que elas não entendem e passam a odiar a matemática. O resultado, a gente vê nessas pesquisas”, explicou ao lembrar que, inicialmente, o projeto só tinha professores próprios, mas desde o ano passado, iniciou o compartilhamento da informação com os profissionais da educação pública.

“Nós temos nossos educadores que vão à escola, só que estávamos muito restritos aos nossos professores. Então, pensamos em expandir para os professores da rede (Semed), que já tem suas turmas. Nesse ano, parte do projeto é fazer formações com professores da rede pública. Em setembro, fizemos a primeira formação aqui em Manaus onde apresentamos como trabalhar com o projeto e neste segundo encontro fizemos um debate. Discutimos o que já foi feito, apresentamos novas atividades e entregamos materiais didáticos”, completou.

Experiências

Com 36 alunos de 3º ano, a professora Cristina Veras, da Escola Municipal Pe. Raimundo Nonato Pinheiro, viu a participação da classe aumentar quando colocou em prática a metodologia lúdica do Círculo da Matemática. Ela criou a casa mágica, objeto que ensina as crianças a somar e multiplicar.

LS - 17-11-15 - Círculo da Matemática (5)“Na minha turma a participação ficou melhor. Todas as crianças, até mesmo aquelas mais retraídas, estão participando, perguntando e respondendo as atividades. Eu fiz a casa mágica, onde entra um número e sai outro. No caso, entra um três e sai um 13, porque somou com dez. Dessa forma lúdica é mais prazeroso. Até os alunos que não se identificam tanto com a disciplina gostaram das atividades, porque é um ferramenta diferente”, afirmou.

Já a professora Edileuza Amaral, que leciona para o 1º ano na Escola Municipal José Augusto Roque, afirma que a metodologia foi muito bem recebida por seus alunos e que espera colocar em práticas novas atividades que aprendeu nesta segunda formação.

“Eu fiz uma reta numérica no chão com uma fita. Antes mesmo de começar o assunto, as crianças já se interessaram. Lá, tinha uma numeração de zero a 15. Uma das crianças foi o sapinho que pulava as casas, assim elas aprenderam a adição. A criança gosta de estar brincando e brincando ela aprende melhor. Hoje, eu conheci novas atividades e quero aplicar em sala de aula”, disse.

O Projeto
O Círculo da Matemática é um projeto que foi desenvolvido por dois professores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e que foi trazido para o Brasil em 2013. O projeto foi adaptado ao contexto local e disseminado nas escolas públicas das cinco regiões do país. Atualmente, o projeto está inserido em 12 cidades brasileiras.
Neste dois anos, o projeto já formou mais de 1,5 mil professores e atendeu cerca de 15 mil alunos de 1º ao 4º ano do Ensino Fundamental.

Texto: Thiago Botelho
Fotos: Lton Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054