04/11/14 | 16:02
Prefeitura realiza 1ª Mostra Cultural de Arte, Dança e Movimento da Educação Infantil

Com objetivo de valorizar as manifestações expressivas corporais por meio de movimentos, gestos e ritmos trabalhados no cotidiano escolar, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou, nesta terça-feira, 4, a 1ª Mostra Cultural de Arte, Dança e Movimento da Educação Infantil. O evento foi realizado na Escola Municipal Leonor Uchoa de Amorim, bairro São José 1, zona Leste, e reuniu projetos culturais e brincadeiras.

Foram cerca de 150 alunos, de 25 unidades, envolvidas no projeto, entre Centros Municipais de Educação Infantis (Cmeis) e Escolas Municipais de Ensino Fundamental que atendem a modalidade. Para chefe da DDZ Leste 1, Renata Moraes, a mostra é uma alternativa para movimentar os alunos, bem como os educadores, que podem usar métodos diferentes no processo de ensino e aprendizagem.

“A base da metodologia da Educação Infantil perpassa pelo brinquedo, pela ludicidade, pela vivência, então a primeira mostra se propõe a oportunizar as escolas essas novas experiências desenvolvidas em cada unidade. Cada equipe valoriza, com isso, a arte e a cultura como caminho de aprendizagem para os nossos alunos pequenos”, defendeu a educadora.

Com o projeto ‘Quadrilha Raízes Sertanejo’, a Escola Municipal Roberto Ruiz, que fica na Colina do Aleixo, apresentou uma dança da Europa que conta a história do trabalho do homem do campo. Segundo a pedagoga da unidade, Socorro Santana, a participação foi muito importante para o melhor desempenho corporal dos alunos.

“Os alunos aprenderam a desenvolver seu corpo e a autonomia para realizarem o trabalho foi a parte mais importante. Estamos participando pela primeira vez, pensando, justamente, no desenvolvimento corporal da criança, além de mostrar o trabalho feito na escola”, contou.

Oriundo do projeto ‘Contos de Fadas’, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Poeta Manoel Bandeira, localizado no Zumbi 2, apresentou a fábula ‘A formiguinha e a neve’. De acordo com a professora Marcileia Cavalcante dos Santos, o projeto movimentou toda a escola. “A história enfatiza veemente a presença de Deus, que está presente na vida dos animais e das pessoas. As crianças interagiram, aprenderam muito com a fé, além da presença dos pais nos ensaios. A gente acaba esquecendo que nas grandes dificuldades é Deus que nos ampara, por isso, nós mostramos isso na peça”, explicou a educadora.

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação (92) 3632-2054 /