29/08/19 | 18:10
Prefeitura inicia segunda rodada de oficina de projeto voltado ao engajamento familiar na escola

Com o tema “Parentalidade: Investir em adultos potencializa o desenvolvimento integral da criança”, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), iniciou nesta quinta-feira, 29/8, a segunda rodada do Programa Avançado de Implementação de Políticas Públicas (APPI). Nesta fase, participaram as equipes de lideranças das nove unidades de ensino-piloto, que são os gestores, pedagogos e um professor de cada uma das unidades. O estudo foi realizado na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), da Semed, na avenida Maceió, Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul de Manaus.

O APPI é o programa de engajamento familiar, apresentado pela titular da Semed, Kátia Schweickardt, e pela subsecretária de Gestão Educacional, Euzeni Trajano, durante a formação realizada por meio do apoio da Teachers College, da Universidade de Columbia, em Nova York, em parceria com as fundações Itaú Social, Lemann, Maria Cecília Souto Vidigal e Getúlio Vargas, que envolveu seis cidades, entre elas Manaus.

Os grupos foram divididos por estação de trabalho com os temas: adultos e a interação positiva; parentalidade; a experiência e arquitetura cerebral; desenvolvimento integral e estresse tóxico e desenvolvimento.

“Esta é a segunda vez que nos reunimos com a equipe de liderança das unidades-piloto, para discutir questões que envolvem a importância de trabalhar com os adultos, que são referências aos nossos alunos. De fazer com que também os nossos colegas da escola saibam que, enquanto educadores, são referências positivas no desenvolvimento pleno dessas crianças, não só no cognitivo, mas também nos campos afetivo e social”, explicou a titular da Semed, Kátia Schweickardt.

Para esclarecer ainda mais sobre o assunto, o juiz do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (Tjam) e presidente do Instituto Brasileiro de Direito Família do Amazonas, Gildo Carvalho Filho, palestrou sobre o tema “Parentalidade”.

“O trabalho ofertado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semed, em formar o futuro cidadão e também os adultos que convivem com essas crianças em sala de aula, é louvável. Os professores desenvolvem um trabalho com ações, que vão repercutir no dia a dia das famílias e não só da criança”, observou o magistrado.

Durante as apresentações dos trabalhos os professores relataram suas memórias da infância, alegrias, tristezas, dificuldades, brincadeiras e o quanto tudo isso influenciou na escolha da profissão, o que causou muita emoção em todos.

“A realidade das crianças do Cmei não é muito diferente da minha infância. A maioria das nossas crianças é criada pelos avós, sem a presença dos pais, porque muitos trabalham. São crianças carentes, e não é só na questão financeira, mas afetiva também. Na escola eu encontrei alguém para me escutar, conversar e me orientar. É tudo isso que a gente tenta fazer com os nossos alunos”, comentou Nívia Lima, gestora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Paulo Herban Jacó, no Terra Nova, zona Norte. A unidade atende 330 crianças de 4 a 5 anos, do 1º e 2º períodos.

— – —

Texto: Érica Marinho
Fotos – Gisa Prazeres / Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054