17/10/19 | 16:52
Prefeitura inaugura sala de transição educacional em abrigo de venezuelanos

Uma sala de transição educacional para alunos venezuelanos foi inaugurada nesta quinta-feira, 17/10, pela Prefeitura de Manaus, na Casa de Acolhimento Provisório do Coroado, na zona Leste. O local atenderá 40 alunos, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental e da educação infantil. A ação está em cumprimento com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), onde o poder público cria formas alternativas de acesso aos diferentes níveis de ensino, independentemente da escolarização anterior.

Atualmente, a rede municipal de ensino atende mais de 1,9 mil venezuelanos em 354 unidades de ensino da rede. O acolhimento aos migrantes e refugiados venezuelanos é um marco na gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto, que já foi reconhecido pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). “A Prefeitura de Manaus desenvolve um trabalho de excelência, juntamente com todas as secretarias municipais aos refugiados venezuelanos e aos indígenas warao. A Secretaria Municipal de Educação (Semed) é responsável em oferecer educação a todos, independentemente de serem estrangeiros ou não”, disse a secretária da Semed, Katia Schweickardt.

Além do Coroado, mais três salas de transição, instaladas em abrigos localizados no bairro Alfredo Nascimento, zona Norte, no Terminal Rodoviário de Manaus, zona Centro-Sul, e no Centro, devem ser entregues até o dia 26 deste mês. No total, 263 alunos, entre crianças e adolescentes venezuelanos e indígenas warao, em idade de 4 a 17 anos – e que estão fora da sala de aula – devem ser beneficiados.

A Semed vai disponibilizar oito professores e mais uma equipe da Caravana da Educação Infantil, da própria secretaria. As aulas serão realizadas no turno matutino e terão o mesmo funcionamento das salas de aula regulares.

A coordenadora do abrigo no Coroado, Darcy Ramos de Amorim, considera um momento muito importante na vida dos refugiados a criação da sala de transição, porque a Semed oportuniza a chance das crianças e adolescentes de continuar sua vida escolar no Brasil.

“Essa escola vem mudar a rotina do abrigo. O fato de a gente ter uma sala de aula para preparar essas crianças para o ensino formal do ano que vem, é algo excelente. Essas crianças vão vivenciar dentro do abrigo uma rotina de entrada, de se arrumar para ir à escola, ou seja, é uma vitória de todos”, comemorou.

A subsecretaria de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Araújo, disse que todos os alunos que foram atendidos nessas salas serão matriculados automaticamente em uma das unidades da rede municipal no próximo ano.

“A Prefeitura de Manaus tem desenvolvido um trabalho forte de acolhimento, reconhecido pelo Acnur, e na educação das crianças venezuelanas. Nós vamos focar todo processo nas habilidades educativas neste primeiro momento, para que as crianças inseridas tenham estabelecido não só esta questão da comunicação, mas também as rotinas de uma sala de aula”, disse.

De acordo com a professora Niviane Bezerra Balbi é um trabalho pedagógico muito importante que o poder público presta para as crianças e adolescentes dos filhos de refugiados, pois eles terão a oportunidade de dar continuidade nos estudos e serem cidadãos com possibilidade de crescimento no país.

“Vamos trabalhar conforme o calendário da Semed, seja do 1º ao 5º ano do ensino fundamental e da educação infantil. Vai ser uma preparação para eles entrarem no próximo ano nas escolas de ensino regular. Vamos trabalhar em cima disso, para que ano que vem todos possam estar nas escolas regulares”, citou.

A aluna do 3º ano, Emma Sofia Brusco, 9, mora com sua família em Manaus há três meses. Com quatro irmãos pequenos, a jovem venezuelana ficou feliz em participar da primeira aula.

“Posso dizer que tudo isso é muito bom, vou aprender muito com meus colegas e minha professora. Estou muito ansiosa porque na Venezuela estava estudando e parei, mas agora quero estudar e ajudar meus pais e irmãos a conseguir um trabalho para ganhar dinheiro”, finalizou.

 

Texto – Paulo Rogério / Semed
Fotos – Eliton Santos / Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054