21/12/10 | 11:02
Prefeitura inaugura 1º Complexo Educacional do município

Manaus acaba de ganhar o Complexo Educacional Maria Antonieta Verçosa de Raposo, que vai proporcionar aos alunos da localidade, educação desde a creche até o término do ensino fundamental em um mesmo lugar. Formado pela creche Eliana de Freitas, pelo Centro Municipal de Educação Infantil Maria da Fé Xerex de Souza Anzoateguie e pela Escola Municipal Raimundo Theodoro Botinelli Assumpção, o complexo localizado na rua 16, Riacho Doce III, zona Norte é o primeiro do gênero na cidade.

Presente à inauguração, o prefeito Amazonino Mendes elogiou a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e disse estar muito contente com a realização do projeto. Para ele, inaugurar um Complexo onde as crianças possam entrar com dois anos de idade e lá permanecerem até a conclusão do ensino fundamental, representa um avanço para rede de educação municipal. “É uma alegria poder oferecer para nossas crianças esse complexo, fruto de um trabalho com esmero e atenção por parte da Semed, que vem desenvolvendo um trabalho magnífico na educação”, enfatizou o prefeito.

Para Amazonino, a educação está passando por um bom momento, resultante do processo de recuperação da rede pública de ensino e de valorização do educador. “Estamos em um momento positivo, agora, vamos ter a alegria e o prazer de saber que as crianças do Riacho Doce terão uma nova escola. Já atingimos o número de 106 escolas entre recuperadas, reformadas e construídas, que agora oferecem melhores condições para professores e alunos”, disse o prefeito ao lembrar que para 2011 o trabalho continua.

Para os moradores do Riacho Doce III, a inauguração do Complexo vem melhorar a vida de toda a comunidade, visto que o bairro não possuía nenhuma escola. A comerciante Maria do Socorro de Souza, moradora da rua 16, no bairro Riacho Doce III, contou que todos os dias enfrentava uma longa distância até a escola mais próxima, e que muitas crianças tinham de fazer a travessia das avenidas principais correndo riscos. “Perdia uma hora caminhando para deixá-la no colégio todos os dias e agora acreditamos que quando iniciar o ano letivo vai facilitar para todos nós”, contou a moradora.

Novos complexos

De acordo com o secretário municipal de Educação, Mauro Lippi, está sendo elaborado um planejamento que vai nortear a construção de mais dez complexos iguais ao inaugurado.

Lippi explicou que está visitando escolas em toda a cidade para encontrar espaços adequados para iniciar a construção de outros complexos. “O nosso plano de metas para a educação em 2011 prevê a construção de mais dez complexos semelhantes a esse com creche, educação infantil e ensino fundamental”, esclareceu.

Escolas

O grande diferencial do Complexo Educacional Maria Antonieta Verçosa é a possibilidade de o aluno iniciar sua carreira escolar  e concluir o ensino fundamental em um mesmo lugar.

Apenas a creche Eliana de Freitas já existia no local, o Centro Municipal de Educação Infantil Maria da Fé Xerex de Souza Anzoateguie e a Escola Municipal Raimundo Theodoro Botinelli foram construídos para oferecer 3.400 vagas nos três centros de ensino.

As escolas estão adaptadas para atender portadores de necessidades especiais, o que inclui até um elevador para cadeirantes.

As escolas do complexo possuem brinquedoteca, consultório odontológico, biblioteca, telecentro entre outras dependências.
Além de um moderno sistema de segurança, o local também possui um ginásio coberto, que abriga uma quadra poliesportiva com arquibancada.

Homenagens

Ao inaugurar o Complexo, a Prefeitura de Manaus prestou homenagem a três grandes personalidades da sociedade amazonense que se destacaram em diferentes segmentos.

O complexo levou o nome de Maria Antonieta Verçosa Raposo, filha de Joaõ Batista de Verçosa, político conceituado no Estado e primeira esposa do ex-governador e ex-senador Gilberto Mestrinho.

Outro homenageado que deu nome ao EMEF foi Raimundo Theodoro Botinelly Assumpção, natural de Canutama, formou-se em economia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Foi um dos fundadores da União dos Estudantes Secundaristas do Amazonas (Uesa) e do histórico Clube da Madrugada, composto por escritores, músicos e poetas de Manaus.

A grande homenageada do evento foi Maria da Fé Xerex de Souza, a “Fesinha”. Formada em letras pela Ufam, começou a trabalhar aos 15 anos na rádio do pai, o radialista Josué Cláudio de Souza, juntamente com o irmão Josué Filho. Maria da Fé ficou a frente da administração da rádio do Povo até seu falecimento em julho deste ano.

Para os familiares presentes foi uma homenagem gratificante visto o empenho que Maria da Fé sempre teve em ajudar todos que a cercavam. “Melhor homenagem impossível, pois ver o nome da minha mãe nessa escola que vai colaborar para a formação dos alunos nos deixa muito feliz”, contou Daniel Anzoategui, filho da homenageada.