01/03/11 | 9:00
Prefeitura faz controle eletrônico de frequência

Desde dezembro de 2010 está sendo implementado  um projeto cujo destaque é o registro digital da frequência dos  alunos da rede municipal de ensino, batizado por seus idealizadores de controle biométrico, como parte do Programa Logístico Emergencial Piloto, da Prefeitura de Manaus.

Fruto da parceria entre as secretarias municipais de Administração (Semad) e Educação (Semed), a ação alcança nessa primeira etapa cerca de nove mil estudantes matriculados em sete escolas das zonas Norte, Centro-Sul, Leste e Oeste, além da zona rural, e tem como objetivo aumentar o controle do processo logístico da Semed nos diversos segmentos de sua área de atuação.

Segundo o titular da Semad, José Antônio de Assunção, em julho de 2010 as equipes de técnicos do Departamento de Sistemas e Tecnologia da Informação e da Subsecretaria de Logística do órgão, iniciaram os trabalham para a concepção do projeto que permitisse o controle do acesso do estudante à escola pelos pais, possibilitando ainda conhecer as notas, bem como, ocorrências relativas ao aluno, via internet.

Por outro lado, a nova ferramenta também colabora com os  gestores das unidades de ensino, fornecendo interligações importantes com outros controles como os de almoxarifado e de merenda escolar, além de taxa de evasão escolar, informações fundamentais para o administrador  melhorar o nível do serviço oferecido à população. “É uma satisfação ver a concretização de um projeto por meio do qual o gestor escolar pode, entre outros itens, controlar tanto a freqüência dos alunos quanto subsidiar informações à produção diária de merenda escolar, o que gera economia e redução de custos”, garante o secretário.

Internet grátis e Bolsa Família

De acordo com Assunção, a implantação desse projeto trouxe outros benefícios, voltados também para a comunidade. Ele cita, por exemplo, a inclusão, em cada escola beneficiada pela ação, de antenas de rede sem fio ( sistema wireless) que permite o acesso gratuito dos moradores à internet, num raio de 1 km no entorno desses prédios. Outro importante indicador obtido a partir da execução do projeto já permite que a Prefeitura de Manaus, ao constatar cinco ausências do estudante, possa bloquear tanto os cartões do Passa-Fácil quanto do Bolsa-Família, evitando com isso as fraudes e o desvirtuamento desses importantes projetos sociais.

Além de todos esses indicadores positivos gerados com a implantação do controle biométrico nas escolas municipais,  Assunção destaca ainda como um grande ganho, a economia que a Prefeitura de Manaus obteve ao encarregar os técnicos da Semad de desenvolverem esse projeto. “Posso afirmar que lucramos duplamente, pois além da economia de recursos públicos, temos a satisfação de concretizar um trabalho desenvolvido pelos técnicos do órgão a custo zero”, ressalta. Assunção informa ainda que a meta é atingir até o final do ano toda a rede de ensino municipal, o que significa estender o projeto para 418 escolas e cerca de 240 mil estudantes.