14/08/14 | 8:59
Prefeitura estuda a possibilidade de realizar novo concurso para a Semed

 

 

O concurso de 2014 da Secretaria Municipal de Educação (Semed) ofertou 2.124 vagas para 12 cargos de professor. Destas, 1.145 foram preenchidas e nesta terça-feira, 12, último dia do prazo para que os classificados tomassem posse, apenas 776 se apresentaram e concluíram o certame, o que equivale a 32% de  desistência. A Prefeitura de Manaus estuda a possibilidade de realizar outro concurso público, até o final deste ano, com mais de 900 vagas.

 

Segundo a chefe da Divisão de Pessoal da Semed, Altina Magalhães, diante deste cenário a secretaria foi obrigada a prorrogar, até dezembro, o contrato de 320 profissionais do magistério em Regime de Direito Administrativo (RDA), de um total de 560. Foram dispensados 240 docentes. Ela explica que o objetivo era desligar, após o concurso, todos os profissionais nesta situação, mas o baixo índice de preenchimento de vagas impediu.

 

“A orientação era que desligássemos todos os professores RDAs até o final de julho, mas infelizmente o nosso concurso não conseguiu preencher as vagas que ficariam abertas. A Semed não está prorrogando esses contratos porque quer e sim porque se viu obrigada. Não podemos gerar prejuízo pedagógico para os nossos alunos”, disse.

 

Magalhães revelou, ainda, que esta sendo desenvolvido um estudo para verificar se há possibilidade de realizar, até o final do ano, um novo concurso para preenchimento das 979 vagas remanescentes.

 

“Podemos ter um novo concurso até o final de 2014. Nesse momento, estamos na fase de estudo de impacto orçamentário. Em breve teremos informações mais concretas”, afirmou.

 

Nenhum cargo foi 100% preenchido

O concurso ofereceu vagas para os cargos de pedagogo, professor de artes, ciências, educação física, ensino religioso, geografia, história, língua inglesa, português, matemática e também para o ensino fundamental (1º ao 5º ano) e educação infantil. Em nenhum deles, as vagas foram totalmente preenchidas. Para a docência de ciências, por exemplo, havia 86 vagas. Foram aprovados 23 candidatos e apenas 12 tomaram posse, deixando um déficit de 74 profissionais.

 

O cargo de 1º ao 5º ano foi o que teve o menor número de vagas preenchidas. Foram ofertadas 875 e apenas 26% delas concluídas, já que 324 foram aprovados e, no entanto, somente 227 tomaram posse.

 

Pedidos de prorrogação

Ao todo, 164 aprovados entraram com solicitação de prorrogação de posse. Estes terão até o dia 12 de setembro para apresentar documentação e serem encaminhados para a sala de aula. Além deles, outros 24 candidatos classificados solicitaram reclassificação. Neste caso, o postulante à vaga é colocado no final da fila de espera.

 

“Nesse caso, o candidato aprovado garante a vaga, mas só poderá tomar posse quando houver necessidade. Provavelmente essas pessoas não quiseram, por algum motivo, ficar com o cargo nesse momento”, explicou Altina Magalhães.

 

TEXTO: Thiago Botelho

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): 92 3632-2054