18/11/22 | 16:10
Prefeitura de Manaus realiza a 2ª Mostra de Dança Literária da Educação Infantil das escolas da DDZ Sul

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou nesta sexta-feira, 18/11, a 2ª Mostra de Dança Literária da Educação Infantil, no auditório da Fundação Matias Machline, no bairro Distrito Industrial, zona Leste da cidade. A programação contou com a participação de 28 Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e duas creches municipais, da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Sul da secretaria e marcou o encerramento das atividades pedagógicas dos alunos em sala de aula sobre a temática.

Na oportunidade, as crianças apresentaram as experiências literárias desenvolvidas pelas unidades escolares, além de promover a troca de experiência entre os participantes. Nas unidades de ensino, as crianças apreciaram as histórias, observaram ilustrações e os movimentos de leitura do adulto-leitor, relataram experiências e fatos acontecidos nas histórias ouvidas, recontaram, construíram e socializaram os clássicos trabalhados, entre outras atividades.

A secretária da Semed, professora Dulce Almeida, acompanhou a apresentação das unidades de ensino e enfatizou a importância do trabalho pedagógico realizado pelos educadores, que buscam, junto com a secretaria, a divisão distrital e até aos pais, sempre o melhor para os alunos da rede como um todo.

“A razão do nosso trabalho, a base do nosso trabalho está aqui. Nós precisamos cada vez mais incentivar e não deixar perder essa memória. Nós crescemos ouvindo e conhecendo essas histórias, que permeiam o imaginário infantil e trazem bons ensinamentos. Quero dizer a todos que é muito importante a participação da família com as crianças na escola, nós precisamos sempre estar falando uma mesma linguagem”, ressaltou.

Para o chefe da DDZ Sul, Renato Júnior, o evento representa muito para a modalidade, principalmente por se tratar de todo um trabalho que é feito pela divisão no apoio pedagógico nas escolas com as professoras, e, consequentemente, com as crianças.

“As primeiras vivências são realizadas nas escolas, os pedagogos, os professores contam as histórias para as crianças. Elas vivenciam, contam, recontam e depois é vivido por meio de desenho, painéis, construção de livros, enfim, tudo isso. Eles retratam o clássico literário que vivenciaram, que foi contado e realizado todo processo dentro da escola”, contou.

Com a peça literária “Arca de Noé”, o Cmei Fernando Trigueiro, no bairro Japiim, zona Sul, fez sua apresentação no evento. Para a diretora, Rejane Régis, que trabalha com 357 crianças do maternal 1 ao 3 e do 1º e 2º períodos, foi um momento muito especial de mostrar o trabalho pedagógico realizado com as crianças.

“Foi realizada a construção de um grande livro de artes para ser apresentado no encerramento da programação. Nosso trabalho na escola foi de incentivo ao gosto pela leitura. Os contos foram contados através das histórias, como a Arca de Noé para as crianças e depois eles construíram tudo, que foi apresentado por meio da música, além da construção de um livro gigante e depois mostraram aqui pedagogicamente, mostrando o incentivo pela leitura”, destacou.

— — —

Texto – Paulo Rogério / Semed

Fotos – Mário Oliveira / Semed