08/04/14 | 13:13
Prefeitura de Manaus e BID negociam a construção de 72 novas escolas

Técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef) estarão reunidos até o próximo dia 11 com profissionais do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para mais uma etapa no desenvolvimento de um projeto que visa à construção de 72 novas escolas em Manaus.

As novas unidades escolares fazem parte do Programa de Expansão e Melhoramento Educativo (Proemem) da rede de ensino do município, e dependem, nesta fase final, apenas da aprovação de órgãos federais, o que deve ocorrer até o final deste ano. Se tudo der certo, a previsão é de que a construção destas escolas seja concluída em cinco anos.

Em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), responsável por liberar recurso no valor de US$ 108 milhões para ser investido na educação, a proposta da prefeitura é fazer com que o Proemem melhore a qualidade da infraestrutura das escolas em Manaus e a qualidade do ensino. Em contrapartida, a prefeitura investirá US$ 100 milhões no programa. Ao todo, os investimentos somam US$ 208 milhões.

Se o acordo for fechado, das 72 escolas previstas, nove delas devem começar a ser construídas até o final de 2014, logo após a aprovação do financiamento da verba. Em 2015, serão construídas mais 22, em 2016, mais 29, e em 2017 as outras 12 escolas.

O secretário da Semed, Humberto Michiles, lembrou que o projeto é uma iniciativa do próprio prefeito Arthur Virgílio Neto para melhorar a qualidade nas escolas. “Para fazer com que isso se torne possível, é necessária a participação do BID para liberar o recurso. Com isso, nós vamos poder enfrentar o déficit de prédios escolares, colocar as escolas em um padrão elevado, que permita juntar a estrutura física com a boa qualidade de educação, fazendo com que as crianças aprendam e não apenas frequentem a escola. Esse é nosso objetivo”, ressaltou o secretário.

Quando concluídas, as novas escolas atenderão a 23 mil alunos, sendo 8.640 em 43 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e 14.400 alunos em 29 Escolas Municipais de Ensino Fundamental.

O secretário da Semef, Ulisses Tapajós, explicou que o projeto é considerado revolucionário e de grande relevância para Manaus. “O projeto contém uma série de condições revolucionárias para a educação em Manaus, com escolas decentes e ensino de qualidade. Já é uma realidade entre o BID e a Semed e agora precisa ser aprovado pelas autoridades federais. Como estamos seguindo todos os procedimentos legais, acredito que seja aprovado integralmente. Assim, em 2015 já devemos ter essa mudança na educação municipal. Esperamos, com isso, melhorar nosso resultado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)”.

Aprovação

Para o especialista líder em Educação do BID, Marcelo Alfaro, a aprovação do projeto da Prefeitura de Manaus deve ser concretizada pelo fato de o poder executivo municipal apresentar objetivos ambiciosos a respeito da educação. “Manaus tem um projeto bom, ambicioso, como a ampliação da cobertura de ensino, construção de creches e melhoria da qualidade do ensino. São esforços grandes, mas que vão depender de muito acompanhamento e gestão, pois Manaus pretende fazer isso em cinco anos, enquanto outras cidades levam mais tempo que isso. Acredito que, trabalhando duro em cima do projeto, como estamos fazendo, o cronograma seja cumprido dentro do planejado e, até o final deste ano, o projeto já esteja em execução”, finalizou.

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Cleomir Santos/Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação: 3632-2054